Jovem é morta após fazer gesto de facção rival, diz polícia

A jovem Joyce da Silva Alves, 22 anos, foi encontrada morta nesta terça-feira (12), em uma área de mata no bairro Cidade Universitária, em Maceió.

De acordo com informações da polícia, Joyce não era integrante de facção criminosa e morreu por ter feito um gesto de grupo rival em uma festa.

Segundo o delegado Thiago Prado, Joyce foi convidada para uma festa na casa de um adolescente G. V. S. S., no Conjunto Village Campestre II.  A vítima foi estuprada, torturada pelo grupo e teve o cabelo cortado com estilete.

Foram presos Clécio Gomes Barbosa, conhecido como Orelha, 25 anos, Elton Jhon Bento da Silva, 31, Maria Mariá Araújo Epifânio, 20, Lady Laura Rodrigues Paulino, 18, Jullyana Karla Soares da Costa, 25, e Severino José da Silva Filho, 38.

Severino não teria participado do crime e teria comprado o aparelho celular da vítima após a execução. O menor G. V. S. S., e outro com iniciais J. C. S., ambos de 15 anos, foram apreendidos.

Os criminosos vão responder pelos crimes de tortura, associação ao crime organizado, aliciamento de menores e ocultação de cadáver. Já Elton, Clécio e Jullyana também vão ser julgados por homicídio triplamente qualificado.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *