José Aldo vence Moicano por nocaute e comemora nos braços da torcida

‘O Campeão voltou’! O frase já dita várias vezes no octógono se encaixa perfeitamente para José Aldo. O ex-campeão dos penas entrou no octógono cotado como azarão nas casas de apostas no duelo contra o compatriota Renato Moicano, mas o manauara mostrou porque é o maior campeão dos penas.

Com uma atuação tática no primeiro assalto, esperando o melhor momento para atacar, ele voltou com tudo no segundo round e chegou ao nocaute de forma brutal em 44 segundos. O duelo foi o segundo mais importante do UFC Fortaleza, evento realizado neste sábado (03), na capital cearense.

Eufórico com o triunfo, Aldo repetiu a cena que o consagrou no UFC 142, no Rio de Janeiro. Ele saltou a grade e foi comemorar com torcida, literalmente ‘nos braços do povo’

Com o resultado, Aldo chega a 28ª vitória como profissional, a segunda consecutiva após perder o cinturão para Max Holloway, em 2017. Ele também tem quatro perdas. Por outro lado, Moicano amarga sua segunda derrota em 16 lutas, diz o MSN.

“Tentei variar cabeça e rosto, é sempre esperado isso, mas acabei sendo feliz. Galera, muito obrigado pelo carinho. Hoje entrei aqui como azarão, mesmo com toda minha história e sabia que vocês estariam do meu lado. Mesmo que muitos falem que você não vai conseguir, trabalhe duro que você vai conseguir atingir todos os seus sonhos”, disse um eufórico Aldo ainda no cage.

A luta

O combate entre Aldo e Moicano começou estudado. Mais alto, o brasiliense tomou o centro do octógono e tentava manter o duelo na média distância. Por sua vez, Aldo trabalhou bem a movimentação de cabeça, desviando dos jabs, e esperava o melhor momento para atacar.

Após um primeiro round de bastante estudo, Aldo abriu a caixa de ferramenta no segundo assalto. Logo nos primeiros segundos ele conectou um cruzado em cheio no rosto de Moicano, que sentiu. O manauara aproveitou o momento, caçou com o rival com socos e joelhadas até o árbitro encerrar a disputa e decretar o nocaute técnico.

Resultados do UFC Fortaleza

Peso galo: Marlon Moraes finalizou Raphael Assunção com uma guilhotina a 3m17s do R1

Peso pena: José Aldo derrotou Renato Moicano por nocaute técnico a 44seg do R1

Peso meio-médio: Demian Maia finalizou Lyman Good com um mata-leão a 2m38s do R1

Peso leve: Charles do Bronx finalizou David Teymur com triângulo de mão a 55s do R2

Peso meio-pesado: Johnny Walker derrotou Justin Ledet por nocaute técnico a 15s do R1

Peso palha: Livinha Souza derrotou Sarah Frota na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Card Preliminar (20h, horário de Brasília)

Peso médio: Markus Maluko finalizou Anthony Hernandez com um triângulo de mão a 1m07s do R2

Peso mosca: Mara Romero Borella derrotou Taila Santos na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso meio-médio: Thiago Pitbull derrotou Max Griffin na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso pesado: Jairzinho Rozenstruik derrotou Júnior Albini por nocaute técnico a 54s do R2

Peso pena: Geraldo de Freitas derrotou Felipe Cabocão na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-26)

Peso galo: Said Nurmagomedov derrotou Ricardo Carcacinha por nocaute técnico a 2m38s do R1

Peso mosca: Rogério Bontorin derrotou Magomed Bibulatov na decisão unânime dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

03/02/2019

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *