JHC assina decreto que regulamenta a informatização da Prefeitura de Maceió

Todos os processos passarão a tramitar de forma eletrônica e digital

O prefeito JHC assinou o primeiro decreto de forma eletrônica e digital, em meio virtual. O decreto regulamenta o processo de informatização da Prefeitura de Maceió, que ainda está no sistema analógico. O processo está sendo executado pelo Gabinete de Governança e Secretaria Municipal de Gestão.

“Que a gente economize papel, recursos públicos, aumente a nossa eficiência, melhore os fluxos dos processos dentro da Prefeitura, que a gente acabe de uma vez por todas com aquelas imagens com salas inteiras abarrotadas de papel”, disse JHC.

Ele lembrou que “o mundo é digital e um dos princípios da administração pública é de você estar atualizado e prestar um serviço de melhor qualidade e ter as ferramentas e os canais que a população precisa e deseja de forma também virtual desses procedimentos. Menos burocracia e mais ação”, ressaltou o prefeito.

Prefeito JHC e os secretários Antonio Carvalho e Rayane Tenório. Foto: Edvan Ferreira

Virada de chave

A secretária de Gestão, Rayane Tenório, informou que o sistema foi desenvolvido pelo setor de T.I. (tecnologia da informação) da secretaria e o passo seguinte será um treinamento para implantar em todas as secretarias.

Uma portaria será divulgada com o cronograma de treinamento e faixas para que a partir de agosto só se abram processos digitais. Os atuais processos físicos serão digitalizados.

“É uma virada de chave, uma mudança de cultura, um avanço e transformação”, afirma Rayane Tenório, ao lembrar que em pleno século 21 os processos ainda são físicos. “Essa transformação garantirá a racionalização de gastos e eficiência do serviço”, ela diz.

O secretário de Governança, Antonio Carvalho, compreende que este é um primeiro passo para mudar a cultura da administração pública no Município de Maceió.

“A gente começa a trabalhar com uma cultura voltada a processos mais sistematizados e digitais. Isso é importante porque acelera os serviços prestados aos cidadãos, à medida que a administração gasta menos tempo e recursos para tramitar os processos eletrônicos”, afirmou o secretário.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!