Irmãos são condenados por mandar assassinar desafeto

Os réus Samuel Duarte Cavalcante e Marcos Duarte Cavalcante, filhos do ex-prefeito de Chã Preta, Paulo Duarte, foram condenados, nesta quarta-feira (1º), a 14 anos de prisão pelo homicídio duplamente qualificado de José Paulo de Oliveira. O júri popular foi conduzido pela juíza Juliana Batistela, da Comarca de Viçosa, que determinou o cumprimento da pena em regime fechado.

De acordo com a denúncia, o assassinato de José Paulo foi cometido por outra pessoa, no dia 1º de dezembro de 2013, por volta das 18h30, a mando dos irmãos Samuel e Marcos. O crime foi motivado devido a um boato que a vítima teria espalhado sobre o ex-prefeito ter mandado tirar um motor de uma caçamba da Prefeitura para ser usado na irrigação de sua fazenda.

Segundo testemunhas, ao tomar conhecimento do boato, os acusados procuraram a vítima e iniciaram uma discussão. Eles teriam ameaçado José Paulo de morte e após oito dias dessa discussão, a vítima sofreu um atentado em casa. No dia do homicídio, o executor teria afirmado em um bar que tinha contas para acertar com a vítima. O réu apontado como autor material foi julgado em 2015 e, na época, o júri o absolveu, acolhendo a tese da defesa.

Matéria referente ao processo nº 0000863-60.2014.8.02.0057

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo