IML de Arapiraca confirma que menina encontrada dentro de um saco foi morta por estrangulamento

O Instituto de Medicina Legal de Arapiraca (IML) concluiu na manhã de hoje (07), o exame cadavérico no corpo da menor A. B. R. R., de 6 anos de idade. A necropsia apontou que a menina encontrada morta no município de Maravilha foi assassinada por estrangulamento.

De acordo com o perito médico legista Jânio Macario, responsável pelo exame, também ficou comprovada à violência sexual. A menor foi estuprada antes de ser assassinada.

“Durante o exame, além de confirmar a causa da morte e o estupro, localizei e coletei no corpo da vítima, material biológico do possível autor dos crimes. Esses vestígios deverão ser utilizados para comprovar a autoria material dos crimes através do exame de DNA”, explicou o médico.

A pequena A. B. R. R., foi encontrada morta ontem pela manhã (06), dentro de um saco em cima do telhado da casa do principal suspeito que foi preso em flagrante. A residencia, local do crime foi perociada por uma equipe do Instituto de Criminalística e em seguida o corpo foi encaminhado para o IML do Agreste.

Após a conclusão do exame de necropsia, o cadáver da criança foi liberado para sepultamento. Tanto o laudo cadavérico, como o de local de crime serão encaminhados para a delegacia que investiga a morte no prazo de 10 dias.




Botão Voltar ao topo