HISTÓRIA: Alagoas comemora 202 anos de emancipação política com avanços e conquistas

Estado atinge melhorias sociais e econômicas sendo destaque nacional

Redução na violência,  aumentos nos índices de educação, fomento da economia e melhoras significativas na saúde básica de todo o estado são alguns dos diversos pontos a se celebrar no aniversário de emancipação política do estado de Alagoas.

Comemorando seus 202 anos, Alagoas, terra de figuras históricas como Marechal Deodoro da Fonseca e Marechal Floriano Peixoto, transborda valorização. O estado circundado por belas praias e com um Sertão rico de cultura chega a mais um ano com saldos positivos no quesito governança e desenvolvimento.
A famosa Alagoas do Zumbi dos Palmares tem celebrado os avanços no combate à violência, a exemplo da eficiência dos programas de segurança pública como Ronda nos Bairros, Força Tarefa de Segurança Pública, instalação dos Centros Integrados de Segurança Pública (CISPs), novo Instituto Médico Legal, e dos rádiocomunicadores digitais.
Além de todas estratégias e investimentos para reforço do contingente e capacitações.
Este ano o estado também avançou na saúde registrando a 2ª menor taxa de mortalidade materna do Brasil. É o resultado de investimento na qualificação do pré-natal de alto risco e habitual, bem como na implantação do Programa Criança Alagoana, que promove o desenvolvimento integral da saúde materno-infantil em situação de risco e vulnerabilidade social, envolvendo ações vinculadas aos setores de saúde, educação e assistência social.

FESTIVIDADES
Setembro será um mês marcado por inaugurações
Desfile cívico acontece na segunda-feira; confira a programação.
Com um cronograma repleto de realizações, que terá início 30 de setembro, o estado ainda ganhará dois hospitais em Maceió e três no interior do estado, além das duas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) edificadas na capital e da reforma e ampliação do Hospital Ib Gatto, em Rio Largo. Isso resulta na abertura de pelo menos 706 novos leitos em Alagoas.
Na educação, por exemplo, o Instituto Nacional de Estudo e Pesquisa Educacionais Anísio Teixeira (Inep), divulgou dados apontando a diminuição em 40,96%, do índice de abandono escolar no Ensino Médio, da rede estadual. Esse balanço é o equivalente a 6,8 pontos percentuais em comparação com 2015, por exemplo.
Além das conquistas já concretizadas o estado caminha a passos largos para turbinar ao máximo todos os potenciais econômico da região, de maneira consciente. Investimentos no turismo, nos serviço e na indústria são bons impulsionadores para o alcance de objetivos e pela busca do desenvolvimento econômico no Estado.
A primeira constituição do Estado de Alagoas foi assinada em ambientes políticos que precederam a à República, em 11 de junho de 1891. Sua primeira capital foi Marechal Deodoro e, em 1839, a sede do governo foi transferida para Maceió.
O desfile cívico em comemoração a emancipação política acontece na segunda-feira (16), a partir das 15h. Toda estrutura de segurança e organização de trânsito das principais vias já estão determinados para que toda a festa seja organizada. Com uma estimativa de público de 15 mil pessoas, o desfile cívico estudantil contará com a participação de quase três mil estudantes das redes pública e privada que compõem os 18 pelotões, distribuídos entre 33 escolas, Centros de Educação Especial e 13 Gerências Regionais de Educação (Geres). Cada Gere desfilará com um pelotão de 50 estudantes acompanhados por uma banda fanfarra. O tema este ano é a integração da escola com o território para construção de cidades educadoras”, o desfile visa valorizar o conhecimento, o respeito e a sensibilização dos estudantes para a construção de um Estado melhor e uma sociedade mais justa.



Botão Voltar ao topo