HGE registra 525 novos atendimentos durante o último fim de semana

O Hospital Geral do Estado (HGE) notificou 169 casos envolvendo acidentes entre o sábado (19) e o domingo (20). Foram 117 por motivos casuais, 51 no trânsito e um de trabalho. Esse tipo de ocorrência só perde para os atendimentos clínicos (331), que continuam sendo a maior demanda e, no último fim de semana, representou 63% das entradas. No total, a maior unidade de urgência e emergência de Alagoas acolheu mais 525 cidadãos.

Entre os acidentes de trânsito, 26 foram causados por queda de moto, 19 através de colisão, cinco envolvendo ciclistas e um pedestre foi atropelado. Também foram assistidas 11 pessoas que foram alvos de agressões, sendo cinco por arma branca, cinco por luta corporal e uma por arma de fogo. Ainda houve seis feridos por queimadura e três que tentaram o suicídio.

“Nosso centro cirúrgico realizou 28 procedimentos. Conseguimos orientar 405 pessoas para continuar com os cuidados em casa, com apoio da Atenção Primária; internamos 129 e transferimos 43 usuários do Sistema Único de Saúde para outras unidades. Desse modo, nossas equipes continuaram com a missão de acolher todos os doentes que precisam dos nossos cuidados”, informou o gerente do HGE, Paulo Teixeira.

Segundo o relatório da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), no sábado (19), 5% dos leitos intermediários exclusivos para pacientes diagnosticados com a Covid-19 estiveram ocupados. E na Central de Triagem montada no Ginásio do Sesi, 45 pessoas necessitaram dos serviços no sábado e domingo, mas, das 33 submetidas ao teste rápido, três confirmaram o contágio.

Sexta-feira – O HGE registrou 307 atendimentos no último dia 18, sendo 230 casos clínicos, 117 acidentes, cinco agressões e três feridos por queimaduras. As equipes conseguiram autorizar que 229 pacientes continuassem com os cuidados em casa, mas outros 82 necessitaram de internação, 28 foram levados ao centro cirúrgico e 34 transferidos para outros hospitais. Na Central de Triagem idealizada para o enfrentamento da pandemia, 56 pessoas buscaram ajuda e cinco receberam o resultado positivo para a doença.




Botão Voltar ao topo