HGE registra 106 acidentes no primeiro dia útil da semana

O Hospital Geral do Estado (HGE) assistiu 494 pessoas, sendo 343 somente na sede da maior unidade de urgência e emergência de Alagoas. O elevado quantitativo de acidentes exigiu atenção das equipes multidisciplinares, principalmente da Área Vermelha Trauma. Foram 106 casos, sendo 64 por motivos casuais, 34 no trânsito e oito durante a atividade de trabalho.

Entre os acidentes nas vias e rodovias, o hospital socorreu 13 motociclistas (contando com seus passageiros), 13 ocorrências de colisão veicular, quatro capotamentos, dois pedestres atropelados e mais dois ciclistas. Todas elas levadas para exames de imagem, avaliadas por médicos ortopedistas (algumas necessitando de outras especialidades); e, nos casos mais graves, submetidas a cirurgias.

“A situação eleva o quantitativo de pessoas que necessitam de internação, ocupando leitos que poderiam estar livres para pacientes com doenças crônicas, ou que não conseguiram evitar o adoecimento. Ontem transferimos 36 pessoas para outros hospitais, no intuito de internar mais 65 usuários do Sistema Único de Saúde. Uma demanda alta e que poderia ser menor, caso a população adotasse mais hábitos de prevenção”, afirmou o médico e gerente do HGE, Paulo Teixeira.

Ainda teve o registro de 226 casos clínicos, nove casos de agressão (seis corporal, dois por arma de fogo e um por arma branca) e dois casos de queimadura. Foram 24 cidadãos levados para mesa cirúrgica e 200 pessoas puderam voltar para casa para continuar com o tratamento, ou seguir com orientações preventivas.

Na Central de Triagem, localizada no Ginásio do Sesi, 151 sintomáticos buscaram atendimento médico. Destes, 106 foram submetidos ao teste rápido para Covid-19, mas 93 testados descartaram o contato com o vírus, o que representa 87% da demanda acolhida.




Botão Voltar ao topo