HGE adota medidas e novas condutas que visam fortalecer os serviços de saúde

A gestão compartilhada é uma das bandeiras levantadas pela atual administração do Hospital Geral do Estado (HGE). Sendo assim, faz parte da agenda cotidiana da Gerência a realização de reuniões com coordenadores e equipes de trabalho, isso quando os próprios gestores não visitam os setores para colher informações, opiniões e demais considerações pertinentes ao bom andamento dos serviços oferecidos pela maior unidade de urgência e emergência de Alagoas.

“O HGE é um hospital que dificilmente tem rotina, pois cada dia é uma situação, com novos pacientes e inconstantes necessidades. Mas, dentro desse universo, nós temos procurado geri-lo da melhor forma, trazendo os profissionais para pensar, refletir sobre as realidades e, juntos, encontrarmos alternativas que possam facilitar a assistência e o desenvolvimento de todas as linhas de cuidado”, afirmou o gerente Paulo Teixeira.

Entre as medidas já cumpridas, estão o redimensionamento de profissionais, a reestruturação do organograma, a implantação de cronogramas de reuniões, o planejamento estratégico para 2021, o aperfeiçoamento e desenvolvimento de sistemas, mudanças no processo de faturamento, a revisão de processos de trabalho, a atualização do Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde (CNES), a normatização do prontuário hospitalar, a ampliação da ultrassonografia com doppler, entre outras ações.

“Com os coordenadores de alguns serviços – como a cardiologia, a ortopedia, a clínica geral, a cirurgia vascular e cirurgia plástica – nós pontuamos várias readequações que visam dar maior celeridade no atendimento, proporcionando melhor acolhimento aos pacientes. Entre as mudanças posso citar o monitoramento do tempo de resposta dos exames, a otimização de logísticas, a maior articulação com os hospitais retaguarda e o reforço em ações de humanização”, pontuou Teixeira.

A regulação de leitos externos também está sendo monitorada pela Gerência do hospital, assim como pelo secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres. O seu funcionamento tem papel determinante no oferecimento dos serviços e na capacidade do hospital de melhor acolher o novo paciente, a qualquer instante do dia ou da noite. Atualmente, o HGE conta com centenas de leitos de retaguarda, com solicitação maior aos hospitais da capital.




Botão Voltar ao topo