GAMBITO DA RAINHA: Operação cumpre mandados contra acusados de desviar mais de R$ 30 milhões em Alagoas; Assista!

Uma operação deflagrada nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (02), pelo Ministério Público (MP-AL) em Alagoas e Pernambuco, prendeu ao menos sete pessoas acusadas de desviar mais de R$30 milhões dos cofres públicos.

Foram expedidos 3 mandados de prisão preventiva e 5 temporária, além de 30 mandados de busca e apreensão expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital. Os alvos da operação são pessoas físicas e jurídicas ligadas, direta ou indiretamente, a um conglomerado de empresas que funciona em União dos Palmares, município localizado no interior alagoano.

A operação é comandada pelos promotores de Justiça Cyro Blatter, coordenador do Grupo de Atuação Especial em Sonegação Fiscal e Lavagem de Bens (Gaesf), do Ministério Público Estadual de Alagoas, Marília Cerqueira e Anderson Cláudio de Almeida e por integrantes da Secretaria de Estado da Fazenda, Procuradoria-Geral do Estado, Polícia Civil e Polícia Militar de Alagoas.

De acordo com o MP, foi decretado, judicialmente, o bloqueio de bens imóveis e móveis dos acusados. A organização criminosa, que operava somente em Alagoas, era integrada por empresários, “testas-de-ferro”, “laranjas”, contadores e auditores-fiscais.

Participaram da operação a Polícia Militar, Radiopatrulha, Batalhão de Operações especiais (Bope), Batalhão de Polícia e Trânsito (BPTran) e Batalhão de Polícia Escolar. Já pela Polícia Civil, a Asfixia, Operação Litorânea (Oplit), Tigre e, além de membros da Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP) e da Delegacia-Geral.

O nome da operação é uma alusão a abertura que o enxadrista faz com o propósito de sacrificar o peão da rainha para obter vantagem e ganhar o jogo.




Botão Voltar ao topo