Galaxy Note 7 explode no bolso de homem; americano processa a Samsung

samsungexplodiu

Um norte-americano está processando a empresa sul-coreana Samsung depois que um smartphone Galaxy Note 7 explodiu em seu bolso, deixando-o com queimaduras severas numa das pernas. O incidente aconteceu no último dia 9, no Condado de Palm Beach, na Flória (EUA). As informações são do jornal “ABC News”.

Pouco dias após o lançamento do Note 7, em setembro, a Samsung anunciou um recall mundial do aparelho por problemas na bateria que poderia explodir. A empresa emitiu uma nota dizendo que tomou conhecimento do incidente com o americano, identificado como Jonathan Strobel, de 28 anos, que pede uma indenização de cerca de R$ 48 mil.

Em uma rede social, a rede de televisão divulgou uma foto na qual o homem aparece sendo atendido após a explosão do aparelho em seu bolso.

Entre as alegações do caso, o processo diz que a vítima ficou “em choque e com dores extremas por causa de seus ferimentos” e que o aparelho “poderia criar um risco de ferimento aos seus usuários”. A Samsung, no entanto, não comentou as acusações.
Segundo uma comissão de defesa do consumidor dos Estados Unidos, já houve 92 relatos de modelos do aparelho que tiveram suas baterias com problemas, deixando 26 pessoas feridas.
Na semana passada, um motorista americano contou que seu carro pegou fogo depois que seu smartphone, um Galaxy Note 7, da Samsung, explodiu. O incidente aconteceu na noite desta terça-feira, em Port Saint Lucie, na Flórida.

De acordo com investigadores, o aparelho celular estava carregando dentro do carro, quando fez um som estranho, explodiu e pegou fogo. O dono rapidamente saiu do veículo para pedir ajuda, mas quando os bombeiros chegaram o carro já estava em chamas.

No início do mês, outra situação semelhante: um morador de São Petersburgo, na Flórida (EUA), Nathan Dornacher conta que deixou o aparelho recém-comprado dentro do carro, carregando, quando ele apresentou um problema e fez seu veículo, um Jeep Grand Cherokee, pegar fogo. Imagens do carro em chamas foram divulgadas pelo dono em uma rede social.

O Galaxy Note não chegou a ser vendido no Brasil. Mas quem adquiriu o aparelho pode entregá-lo numa autorizada da Samsung e solicitar o recall.

EXTRA

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo