Finanças discute desburocratização de processos

DSC_0315-1024x687
SMF e CRC discutem melhorias nos procedimentos e integração entre os órgãos

Com o objetivo de ouvir as demandas e estreitar o relacionamento entre a Secretaria Municipal de Finanças e a classe contábil, o secretário municipal de Finanças, Gustavo Novaes, recebeu nesta quarta-feira (25), representantes do Conselho Regional de Contabilidade (CRC). No encontro foram tratados aspectos ligados diretamente ao trabalho diário dos contadores.

Entre os assuntos abordados estão a desburocratização de processos, estruturas de órgãos da Prefeitura, revisão de algumas legislações, como a tributária e a ambiental, além do Portal Facilita.  Possíveis parcerias entre a SMF e o CRC também foram discutidas.

De acordo com o secretário Gustavo Novaes, a Secretaria vem trabalhando em projetos que visam agilizar os processos e tem como foco a aproximação dos órgãos aos cidadãos e aos trabalhadores na área.

“Modernizando a forma de trabalho, conseguimos ter mais eficiência. Isso facilitará, desde o trabalho interno, como a vida do cidadão e de quem trabalha na área. Não é fácil porque a máquina pública não anda como a privada. Mas já estamos trabalhando na implementação de mecanismos de desburocratização”, disse Novaes.

Segundo o gestor da SMF, o engajamento entre alguns órgãos arrecadadores do município foi feito por meio de visitas técnicas e discussões, para a criação de um sistema integrado de arrecadação, que otimize o tempo e a liberação de documentos importantes.

“Nossa ideia é que por meio de um único sistema, da própria Secretaria Municipal de Finanças, a gente tenha o registro de pagamento de tributos e taxas. Por isso, fiz uma peregrinação em secretarias e órgãos como Semtabes, SMCCU, SEMPMA, Vigilância Sanitária, para entender como eles funcionam e estudarmos as melhores alternativas”, complementou o secretário.

De acordo com Maria José Tomaz, contadora e conselheira do CRC, é importante esta aproximação dos órgãos e simplificação nos processos para facilitar o trabalho de todos. “Saímos  satisfeitos porque vemos que existe a vontade e um esforço de um trabalho já iniciado para melhorar a vida dos cidadãos e dos profissionais que lidam com as questões tributárias”, finalizou.

Isis Correia – Ascom SMF

Artigos relacionados