FASE AMARELA: Prefeitura de Maceió orienta comerciantes e permissionários da orla

Na próxima segunda-feira (20), a cidade de Maceió entra na Fase amarela do Plano Estadual de Distanciamento Social Controlado, quando o risco é moderado. O Decreto Municipal nº 8.918 foi publicado em edição suplementar do Diário Oficial do Município da quinta-feira (16) e amplia a retomada de atividades que estavam proibidas para impedir a proliferação do novo coronavírus.

Na orla marítima, estarão autorizadas atividades comerciais como bares, restaurantes, barracas, quiosques, mixes, food trucks, feiras e mercados de artesanato, assim como o comércio ambulante, permissionários e prestadores de serviço. Por isso, a Secretaria de Segurança Comunitária e Convívio Social (Semscs) reuniu, nessa sexta-feira (17), representantes destes segmentos para orientações sobre o protocolo sanitário estabelecido para esta fase.

José Correia Lima da Silva, presidente da Associação da Feirinha de Artesanato da Pajuçara, acredita que esse momento de reabertura é uma oportunidade de recomeçar. “A gente sai daqui satisfeito com a parceria da Secretaria. Lógico que a gente vai precisar da colaboração das pessoas para avançar cada vez mais e vencer esse vírus, essa pandemia que está no mundo todo. Vamos adotar um cliente por cada box, uso de máscaras para os permissionários e para nossos clientes, e também verificar a temperatura de todos. Vamos fechar as várias entradas e deixar uma entrada e uma saída separadas e quem não tiver de acordo com as normas, não vai poder entrar na feira e nem comprar os nossos produtos”, afirma.

Moab Mendonça Costa representou os artesãos e avaliou a reunião como positiva. “É muito bom, pois, aos poucos vamos conseguindo ver uma luz e a nossa retomada de trabalho, porque em meio a essa pandemia nós não sabíamos como ia ficar, mas a Prefeitura está orientando. Agora, vamos seguir os protocolos, delimitar o espaço e manter a distância para manter a nossa saúde e a saúde de nossos clientes”, diz.

O presidente da Associação dos Prestadores de Serviços da Orla Marítima de Maceió (ASPSOM), Valter Virgílio da Silva, também avaliou a reunião. “Foi boa e teve esclarecimentos e a gente agora sabe de que forma retornar às nossas atividades. Inclusive os prestadores de serviços vão higienizar e fazer a manutenção dos carrinhos, que ficaram parados esse tempo todo. A gente vai fazer o que for preciso para que, na segunda-feira, possa receber os nossos clientes de braços abertos”, garante.

O titular da Semscs, Enio Bolivar, explicou que foi firmado o compromisso dos ambulantes e permissionários para higienização dos próprios materiais. “Eles se comprometeram a colaborar mantendo o distanciamento e como propagadores das boas práticas de higiene, fazendo com que o decreto seja obedecido. Hoje, foi realizado um trabalho educativo com a apresentação do protocolo e o esclarecimento das dúvidas. Na segunda-feira, nossas equipes vão estar na orla para tirar dúvidas que possam surgir no local e dar instrução sobre a montagem dos equipamentos, vai ser um ensaio, uma vez que a montagem será diária e feita por eles mesmos, então precisarão se adaptar a essa nova rotina”, destaca.

Bolivar acrescenta que o decreto estabelece que haverá uma faixa livre para os banhistas e onde não pode haver mobiliário de praia dos ambulantes. “Vamos ter uma fiscalização mais intensa e voltada, principalmente, para essa nova adaptação do ordenamento. É importantíssimo que a população tenha a consciência de utilizar a máscara na orla também, incluindo nas caminhadas e corridas. A Secretaria de Turismo também está nesta ação. Os órgãos estaduais e municipais estão empenhados para o cumprimento dos decretos e também temos a colaboração da Abrasel e da ABIH. Estamos trabalhando para que a população possa voltar a desfrutar dessas belezas naturais e o setor turístico sinta-se seguro para sua retomada”, conclui.




Botão Voltar ao topo