Ex-participante expulso do BBB19 insinua que Globo protege Paula

A notícia de que o Decradi (Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância) esperaria Paula sair do BBB19 para tomar seu depoimento sobre as denúncias de intolerância religiosa pegou boa parte do público de surpresa. As pessoas já estavam bem conformadas de que teríamos mais uma participante do reality sendo retirada do confinamento para responder assuntos judiciais fora do reality. Sabe quem também ficou incomodado com isso? Vanderson, expulso do BBB19 na segunda semana.

Para você que não se lembra, Vanderson se viu envolvido em várias denúncias de ex-namoradas e a polícia foi até os Estúdios Globo para pegar o depoimento dele. Como é contra as regras do programa ter contato com informações de fora (como, por exemplo, que está ocorrendo uma polêmica fora do reality sobre sua pessoa), Vanderson foi expulso do programa e abandonou a competição, informa o MSN.

Aparentemente não é isso que acontecerá com Paula, pois o Decradi optou por esperar a sister sair para que qualquer depoimento seja tomado. Essa seletividade e diferença de tratamento incomodou Vanderson, que postou uma mensagem cheia de insinuações a respeito da emissora.

“Sou contra qualquer tipo de seletividade, principalmente porque fui injustiçado dentro do BBB. Hoje li a confirmação de que a sister confinada Paula será intimada a depor na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) após deixar a casa do Big Brother. Ela está sendo acusada de racismo e intolerância religiosa por causa das suas declarações no programa. Segundo a polícia, as investigações estão em andamento. Isso só depois de ser eliminada ou se sagrar campeã do game que vai acontecer nas vias de fato. A regra não deveria valer para todos? Existe proteção? Essa resposta eu deixo na mão de vocês“, escreveu o ex-brother em seu Instagram.

14/03/2019

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *