Especialista alagoana destaca a prevenção da insuficiência renal no Dia Mundial do Rim


Nessa quinta-feira (14), buscando conscientizar e facilitar o acesso a informação sobre os riscos que as doenças renais oferecem a saúde, o Dia Mundial do Rim  visa buscar com que a sociedade venha se atentar para com a prevenção da insuficiência renal.

Segundo a médica nefrologista Ana Katarina Lopes, integrante da equipe da clínica Renal Center, o sistema renal possui mais de 130 funções, sendo a filtragem do sangue a principal dentre elas, além disso o rim também é responsável pela produção de alguns hormônios importante em nosso sistema imunológico.

Segundo dados da Associação Brasileira de Nefrologia, cerca de 126 mil pessoas fazem tratamento de hemodiálise no Brasil, conforme o último censo realizado no ano de 2017.

Ainda segundo a nefrologista Ana Katarina, é possível atribuir o aumento de pessoas com insuficiência renal nos últimos anos a elevação do número de pessoas com hipertensão e diabetes e as políticas de saúde que acabam sendo lentas. “Quando o paciente do SUS consegue uma consulta com um nefrologista esse paciente já chega no estágio que necessita de hemodiálise, além disso a mudança de comportamento alimentar da população é um outro fator que faz com que esse número venha crescer a cada ano”, comentou.