Escolas do Cepa distribuem kits alimentação para alunos e familiares

Nessa segunda-feira (21), as escolas do Cepa (Centro Educacional de Pesquisa Aplicada) distribuíram o kit alimentação, composto por produtos da merenda escolar. O objetivo da ação foi garantir a segurança alimentar dos alunos e familiares, no período do recesso escolar.

O secretário de Estado da Educação, Fábio Guedes, acompanhou a rotina de distribuição nas escolas estaduais Princesa Isabel e Afrânio Lages. Cerca de 700 kits foram distribuídos nas duas unidades. Para garantir o repasse, o estudante maior de 18 anos ou o responsável precisou levar um documento de identificação para comprovar o vínculo com a unidade de ensino.

A titular da 13ª Gerência Regional de Educação (Gere), Taciana Gomes, relata as estratégias adotadas para a realização da entrega nas unidades do Cepa e Alta Maceió.

“Algumas escolas estaduais já iniciaram a entrega. Outras já estão se organizando, levando em conta as particularidades da unidade, como o quantitativo de estudantes. Em todas as escolas houve o reforço do material necessário para a prevenção da Covid-19, como a distribuição de álcool 70% e a garantia do distanciamento social”, esclarece.

Matheus Bruno, de 16 anos, estudante da Escola Estadual Professor Afrânio Lages, agradeceu pelos produtos recebidos da merenda escolar. “Esses alimentos irão beneficiar a todos. É uma ótima ajuda que estou recebendo, que vai beneficiar minha família neste momento de pandemia”, comemora.

Betânia Silva dos Santos, mãe dele, ressalta a importância do kit alimentação.
“É uma ajuda. Em alguns momentos da pandemia nós passamos por fases difíceis, em casa. Agradeço a todos os envolvidos e à escola, por este grande presente que meu filho está recebendo”, relata.

Logística
Cada escola deve informar aos pais e alunos como vai ser feito o fornecimento, bem como os horários diferenciados para atendimento: medida adotada para evitar aglomeração.

Para garantir que todos recebessem o kit, em cada entrega foi feito o registro com nome do beneficiado.

Portaria

A medida foi determinada pelo Governo do Estado, numa portaria da Seduc – Secretaria de Estado da Educação de Alagoas – publicada no Diário Oficial do Estado. A compra dos alimentos é feita com recursos provenientes do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).




Botão Voltar ao topo