Empresário tirou foto com a noiva 5 minutos antes de morrer afogado em represa

Um momento de felicidade em comemoração ao noivado foi registrado em uma foto tirada cinco minutos antes de o empresário João Guilherme Torres Fadini, de 24 anos, morrer afogado na represa Itupararanga, em Alumínio (SP), na segunda-feira (31).

Ao G1, a noiva de João Guilherme, Larissa Campos, de 25 anos, contou que eles estavam com um grupo de amigos para comemorar o pedido de casamento. O noivo pediu para tirar uma foto, deu um beijo na testa dela e disse que ia dar um mergulho.

“Após o clique, ele tirou a camiseta e entrou na água junto com os nossos amigos. Eles começaram a brincar de nadar rápido e chegar em outra margem. Quase todos desistiram e sobrou apenas ele e meu cunhado Gabriel”, lembra Larissa.

Segundo a jovem, os dois começaram a pedir socorro e todos foram para ajudar. O cunhado dela conseguiu se apoiar em um tronco de árvore, mas João Guilherme já tinha sumido na água. Larissa afirma que foi a primeira vez em que o casal foi ao local e que ele sabia nadar.

“Enquanto os bombeiros não chegavam, nós procuramos por toda parte, mas sem sucesso. Quase 1h30 depois da chegada dos bombeiros, os mergulhadores encontraram o corpo dele. Estamos todos anestesiados, desacreditados, mas com firme esperança de que ele será nossa força e cuidará de nós”, relatou Larissa.

Planos
O casal completaria dois anos de união no dia 8 de setembro. Na noite de domingo (31), João Guilherme contou que não queria esperar muito tempo para se casar, porque tinha o desejo de formar uma família, relata a jovem.

“Já estava com data marcada, mas na noite de domingo ele queria adiantar e casar daqui oito meses, antes do previsto. Ele estava planejando o pedido de noivado oficial, que como ele dizia: ‘seria épico’. Inclusive, ele tinha criado uma pasta com várias ideais que usaria no grande dia”, conta Larissa.

O casamento começou a ser planejado em maio deste ano. O casal estava com viagem marcada para Colômbia em 2021 e planejou um mochilão para a lua de mel.

“Tudo que penso, sonho e planejo é ele. Agora, só me restaram lembranças de tudo o que vivemos e sonhamos em viver juntos. Sempre fomos muito intensos e com muito amor. Éramos um casal intenso e apaixonados um pelo outro e pela vida.”

A imagem registrada cinco minutos antes dele morrer não foi postada no dia. “Ele tinha amado essa foto e eu não deixei ele postar porque estava com copo na mão. Ele falou: ‘vida,vamos tirar um foto porque a segunda está top (risos). Depois que tiramos, ele pediu pra eu esperar ele e falou que me amava”, finaliza Larissa.

Com informações de G1




Botão Voltar ao topo