Em Comissão da Câmara, Marx Beltrão destaca importância do tema do combate às zoonoses


Vice-presidente da Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF) da Câmara, o deputado federal Marx Beltrão (PSD) quer discutir também no parlamento brasileiro a questão da saúde e do bem estar animal. Tanto que o parlamentar aguarda resposta de um requerimento de sua autoria já protocolado na Casa, solicitando a realização de audiência pública nacional sobre as políticas de controle de zoonoses em nível nacional.

“Temas como o da castração de cães e gatos são questões de saúde pública. Precisamos de políticas integradas para termos uma solução eficiente nos municípios que garantam a saúde e o bem estar dos animais, assim como o controle de zoonoses. Há muitos casos de sucesso nos sistemas públicos de saúde locais com este controle, que podem ser replicados em todo o país. Quero na audiência avançar numa discussão qualificada, com representantes do setor público e pesquisadores do tema” afirmou Marx Beltrão.

O termo “zoonose” é utilizado para designar aquelas doenças naturalmente transmissíveis entre animais e seres humanos. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), 60% dos causadores de doenças nos seres humanos são zoonóticos e 75% das doenças emergentes e reemergentes do mundo são de origem animal. Os cães e gatos são agentes que interferem na promoção da saúde, positiva ou negativamente, dependendo da guarda responsável e das políticas públicas implantadas.

O tema é fundamental, seja para que se atue na estabilização dessas populações de animais e na prevenção das zoonoses e demais agravos que esses animais possam produzir ao indivíduo e coletividade, seja para o bem estar dos próprios animais. “Precisamos cobrar para que o governo realize um mapeamento nacional sobre a questão das zoonoses e que os municípios e estados seja estimulados e financiados, a fim de também tratarem desta temática de forma mais efetiva rumo à promoção ampla da saúde pública”, reiterou Marx.