Em comemoração ao aniversário de Alagoas, Assembleia lança a obra Memórias Legislativas

Em sessão solene realizada nesta quinta-feira, 17, a Mesa Diretora do Parlamento alagoano e a Diretoria de Comunicação da Casa de Tavares Bastos lançaram o livro “Memórias Legislativas”, uma coletânea que reúne a biografia de 36 personalidades políticas e intelectuais que exerceram mandato no Parlamento alagoano. Prefaciada e organizada pelo historiador Douglas Apratto, a coletânea é a reedição de um projeto idealizado por ele em 1997, em forma de fascículos. O lançamento do livro na data de hoje marca as comemorações alusivas à emancipação política de Alagoas, ocorrida ontem. A sessão foi conduzida pelo presidente da Casa, deputado Marcelo Victor, que considerou a importância da obra não apenas para o Legislativo, mas para todo o Estado.

“Costumo dizer que o Poder Legislativo, além de todas as suas funções típicas, inerentes à política, é o grande berço dos líderes que governaram e governarão os destinos da sociedade alagoana”, disse o chefe do Legislativo alagoano. Ao encerrar a sessão, Marcelo Victor informou que exemplares do livro serão encaminhados a entidades como o Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas, bibliotecas e também disponibilizado eletronicamente no site institucional do Poder. “Vamos democratizar o acesso desse acervo que faz parte da trajetória da nossa terra”, concluiu Marcelo Victor, agradecendo ao diretor de Comunicação, Joaldo Cavalcante, “que sempre foi um entusiasta em proteger a história da Casa de Tavares Bastos”, a realização da obra.

O historiador Douglas Apratto agradeceu pela reedição da obra no momento em que se comemora os 203 anos de emancipação política de Alagoas. “Esse, agora livro, é uma coletânea de textos de quase 20 anos atrás, que já se perderam nas brumas do tempo, mas é muito solicitado por estudiosos, pesquisadores”, disse. “Essa uma obra que ficará perenizada como um grande ato da Assembleia Legislativa de Alagoas”, destacou o historiador.

De acordo com o diretor de Comunicação, Joaldo Cavalcante, a edição do livro foi o resultado de um trabalho de ação coletiva e destacou a dedicação de todos os profissionais envolvidos no projeto. “Destaco a simbologia de uma obra dessa magnitude, que reúne 36 vultos históricos muito bem selecionados pelos escritores”, disse Cavalcante, acrescentando que entende a obra como a síntese que marca e caracteriza a trajetória de Alagoas. “E isso está acontecendo exatamente no transcurso dos 203 anos do nosso Estado”, completou Joaldo.




Botão Voltar ao topo