‘E-Título’ não funciona e se transforma no maior falhanço da Justiça Eleitoral este ano

A dificuldade generalizada de acesso ao aplicativo E-Título, um dos fundamentos do sistema informatizado do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), constitui o grande fracasso da Justiça Eleitoral nas eleições deste ano.

O presidente do TSE, ministro Luis Roberto Barroso, atribuiu o problema à instabilidade dos seus servidores, iniciada na quarta-feira (11), e o “grande número” de acessos.

O falhanço provocou transtorno para os eleitores que tentam confirmar suas sesções de votação e aqueles que procuram justificar a ausência na votação deste domingo (15).

Mais cedo, a assessoria do TSE) já admitia que “pode haver instabilidade momentânea no uso do aplicativo em razão do excesso de acessos.”

Este ano, o aplicativo teve 12,8 milhões de downloads, a orientação da Justiça Eleitoral nesses casos é esperar um pouco e tentar novamente o acesso. Mas muitos esperaram o dia inteiro, sem êxito.

No Twitter e pelo Facebook do TSE os relatos sobre o problema são muitos. “Estou desde a abertura da votação tentando justificar meu voto, mas na tela só aparece essa mensagem de erro”, relatou uma eleitora. “Não consigo justificar meu voto, o app não acessa a minha localização”, disse outro.

Apesar dos problemas, no último balanço divulgado até o fechamento dessa reportagem, cerca de 400 mil eleitores já haviam justificado ausência pelo aplicativo, conforme o órgão. Para justificar, é preciso estar fora do domicílio eleitoral e o aplicativo faz a verificação por georreferenciamento.




Botão Voltar ao topo