Desenvolvimento Sustentável orienta sobre descarte correto de pilhas e baterias

cidadão pode descartar sua pilha ou bateria nas principais redes de supermercados

A desatenção no descarte de pilhas e baterias pode resultar em diversas complicações, desde contaminação do solo e da água até doenças que podem afetar quem entrar em contato com um local onde esses materiais foram descartados incorretamente. Por isso, a Prefeitura de Maceió orienta como fazer o descarte correto desse material, muito encontrado nos resíduos recolhidos pela Superintendência Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Sudes) em pontos crônicos de descarte irregular da capital.

A Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), sancionada em 2010, estabelece o incentivo à chamada logística reversa, que constitui em incentivos para que as empresas, governos e consumidores estejam comprometidos em viabilizar a coleta e restituição dos resíduos sólidos à empresas fabricantes.

Em Maceió, o cidadão pode descartar sua pilha ou bateria nas principais redes de supermercados. Além disso, existem locais que recebem tipos específicos de resíduos sólidos especiais, a exemplo da Qualitec, que tem o contato de (82) 3032-3939, e está localizada na Rua Celso Piatti, 472, Jaraguá.

Sudes chama a atenção sobre os danos causados ao meio ambiente sobre descarte incorreto das pilhas. Foto: Divulgação

Conscientização

O perigo no descarte das pilhas e baterias está no fato de que, se descartadas incorretamente, elas podem ser amassadas, ou estourarem, deixando vazar o líquido tóxico de seus interiores. Essa substância se acumula na natureza e, por não ser biodegradável, o que significa que ele não se decompõe, pode contaminar o solo.

Ivens Peixoto, superintendente da Sudes, afirma que a orientação é passada a população nas ações feitas pelo órgão. Porém, falta cooperação do cidadão.

“Toda semana nós temos equipes de educação ambiental na rua. Entre as orientações passadas para os cidadãos, existe essa sobre o descarte de pilhas e baterias. No entanto, sofremos com a falta de adesão da população, que acaba descartando esse material nos pontos de lixo, prejudicando nosso meio ambiente e até a saúde das pessoas envolvidas no recolhimento”, disse.

Como descartar?

A responsabilidade por recolher e encaminhar adequadamente as pilhas após o uso é do fabricante. Portanto, os materiais usados devem ser entregues aos estabelecimentos que comercializam ou às assistências técnicas autorizadas, para que eles repassem os resíduos aos fabricantes ou importadoras. As pilhas e baterias podem ser recicladas, reutilizadas, ou podem passar por algum tipo de tratamento que possibilite um descarte não nocivo ao meio ambiente.

“Para evitar transtornos aos coletores e para a própria população, nós pedimos que as pessoas deem a destinação correta para esse resíduo. Assim, iremos preservar a natureza, diminuindo o impacto causado por essas substâncias”, completou o superintendente.

Alexandre Vieira / Ascom Sudes

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo