Davi Maia denuncia desabastecimento d’água em Mata Grande

Durante a sessão ordinária desta quinta-feira, 14, o deputado Davi Maia (DEM) apresentou denúncias de má gestão da Casal (Companhia de Saneamento de Alagoas) no fornecimento de água para o município sertanejo de Mata Grande. Para comprovar seu posicionamento, o parlamentar tomou como exemplo a postagem feita pelo vereador do município, Rodolfo Izidoro (PTB), em rede social, informando o dia em que a água fornecida pela Casal iria chegar nas casas das pessoas. “Entrei em contato com o vereador, e o que ficou claro foi a triste realidade do povo sertanejo e a função social da Casal, que é zero”, disse Maia, rebatendo a narrativa de que a Casal seja uma empresa de cunho social, que beneficia as pessoas de baixa renda.

Na postagem do vereador Rodolfo Izidoro, prosseguiu Davi Maia, consta que cada bairro da cidade de Mata Grande terá fornecimento de água por apenas três dias durante o mês. “Apenas três dias para encher a caixa d’água. Vale lembrar que Mata Grande está inserida num microclima, dentro de um aquífero nacional. Inclusive, do lado de Pernambuco, os municípios circunvizinhos viraram o maior centro produtor de melancia irrigada do mundo. Enquanto isso, o matagrandense está passando sede”, destacou o parlamentar. “Não podemos esquecer do Canal do Sertão, que está a poucos quilômetros dali. Ao invés de fazer a distribuição (da água), o governador condena a população de Mata Grande a morrer de sede”, criticou Maia.

Energia
Em aparte, o deputado Ronaldo Medeiros (MDB) esclareceu que o problema da falta de água na cidade em questão é devido a problemas de fornecimento de energia elétrica por parte da Equatorial. “A Casal tem um papel importantíssimo. Pode, como qualquer empresa, cometer algum equívoco, mas em Mata Grande, por exemplo, a água não está chegando devido a um problema com a energia da Equatorial, que foi resolvido ontem à tarde. A empresa está normalizando o serviço”, assegurou Medeiros.

NOTA:

Casal combate ligações clandestinas que prejudicam abastecimento de Mata Grande

Furto de água na adutora compromete abastecimento da cidade; infratores sofrerão sanções

A Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) realiza, nesta sexta-feira (15), uma operação para combater o furto de água na adutora que abastece Mata Grande. Técnicos da empresa estão percorrendo desde o começo da manhã de hoje todo o trajeto da tubulação, que tem 200 milímetros de diâmetro, e já localizaram algumas ligações clandestinas e vazamentos causados por esse tipo de fraude.

Segundo o gerente da Unidade de Negócio Sertão da Casal, Jediael Pereira, o furto de água na adutora prejudica o abastecimento da cidade, que é feito por meio de rodízio entre os bairros.

Conforme explicou o gerente, cada bairro recebe água até ficar totalmente abastecido. Como todos os imóveis possuem cisternas e grandes reservatórios, o cronograma funciona adequadamente e atende a toda a população.

“Por outro lado, quem furta água para abastecer propriedades rurais causa grande prejuízo aos moradores da cidade, por isso estamos intensificando nossas operações nessa região. Pedimos também às pessoas que denunciem qualquer situação irregular. Furtar água é crime e deve ser combatido”, colocou o gerente.

A ação da equipe da UN Sertão vai se estender durante todo o dia de hoje e será retomada em outro momento. Os infratores identificados nesta sexta-feira sofrerão sanções administrativas, poderão pagar multas e ser denunciados à polícia.

Quem quiser informar à Casal sobre furto de água não precisa se identificar. Basta ligar para o número 0800 082 0195, todos os dias, das 7h às 20h. A ligação é gratuita e pode ser feita de celular.
Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo