Covid-19: Rodrigo Cunha defende criação de CPI para investigar atuação de governo federal, estaduais e municipais

O senador Rodrigo Cunha (PSDB) defendeu nesta terça-feira (13) a instauração de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) no Senado Federal para investigar a atuação do governo federal no combate à pandemia da Covid 19. “Com CPI ou sem CPI, o fato é que já passou em muito da hora de o governo Bolsonaro ter uma postura e uma ação concreta de combate à pandemia. Já são mais de 350 mil mortes. Chega! Todos nós temos ou um parente, ou um amigo, ou no mínimo conhecidos que já morreram por complicações de Covid-19. Chega de naturalizar a morte de tanta gente, chega de achar que é “normal”, que é ‘natural’, que é ‘assim mesmo’”, disse o senador.

Um grupo de 57 parlamentares assinou ao menos um dos dois pedidos de CPI da Covid apresentados ao Senado para investigar a atuação do poder público diante da pandemia de coronavírus. Foram 14 os senadores que apoiaram tanto a CPI sugerida por Randolfe Rodrigues (Rede-AP), focada exclusivamente no governo federal, quando a proposta por Eduardo Girão (Podemos-CE), que quer analisar também a conduta de estados e municípios. Rodrigo Cunha assinou os dois pedidos de abertura de CPIs.

“Em toda minha trajetória, sempre valorizei e pratiquei a transparência, a prestação de contas e a fiscalização. Não poderia, portanto, deixar de ser favorável a qualquer iniciativa que busque frear o mau uso dos recursos destinados ao combate à pandemia no Brasil. Lembro, a título de exemplo, que ano passado me aprofundei na busca da reposição dos 40 respiradores que seriam destinados ao estado de Alagoas e que foram adquiridos de maneira suspeita pelo Consórcio Nordeste. Seguindo essas premissas, assinei as suas CPIs da Covid. Para que todo erro ou desvio, em qualquer esfera pública, seja apurado. Não podemos mais errar, todas as esferas devem à população brasileira uma gestão transparente e mais assertiva nas medidas de combate à pandemia” disse o parlamentar.

“Indicar remédios sem eficácia como a cloroquina e o chamado kit Covid, não defender o uso de máscaras, não liderar a coordenação de uma iniciativa nacional rumo a medidas coerentes e organizadas de isolamento social, não ter comprado as vacinas em tempo, se conformar com a demora na vacinação da população, alimentar uma guerra ideológica sem fundamento e sem solidariedade a quem mais sofre ou com a crise econômica agravada pela pandemia, ou pior ainda com a morte e as seqüelas da doença, isso sim é mais mortífero do que instalar ou não instalar uma CPI”, criticou Cunha

Ainda para o senador alagoano, “o que estamos vendo agora é uma confusão sem tamanho e que não ajuda em nada, com a briga política se sobrepondo ao que deve ser o real objetivo de todos: vacinar toda a população o mais rápido possível. Propus ano passado a criação de um Plano Nacional de Combate à Covid, o governo chegou a lançar agora em março a proposta de uma ação integrada entre estados, municípios e o governo federal, mas esta ação até agora não andou. A gente sabe que os efeitos econômicos da pandemia são terríveis, mas o pior é a perda de vidas, a morte em série de mais de 350 mil brasileiros e brasileiras”.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!