Comissão do Centro discute melhorias na prática do comércio informal

Reunião aconteceu após apreensão de mercadorias ilegais; participaram as associações de ambulantes e comercial

Foto: João Victor Barroso/ Ascom Semscs.

Após as apreensões de produtos irregulares no comércio informal e a constatação de trabalho infantil, a Comissão Administrativa do Centro de Maceió se reuniu na tarde desta sexta-feira (30), na sede da Prefeitura de Maceió, para discutir melhorias para os comerciantes do Centro da capital alagoana.

Estiveram presentes na reunião Claydson Moura, coordenador executivo do Gabinete do Prefeito, o secretário Municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social, Thiago Prado, além de representantes da Aliança Comercial de Maceió e da Associação dos Comerciantes do Shopping Popular.

Para Rosivaldo Moura, presidente da Associação dos Comerciantes do Shopping Popular, a articulação que está sendo feita pela Prefeitura junto às associações e entidades de classe é positiva para poder organizar o Centro de Maceió.
“Temos que ter a capacidade de organizar o nosso Centro de Maceió, para que todos tenham espaço para trabalhar honestamente e consigam sobreviver, porque a estrutura atual do centro está desafiadora”, enfatizou Rosilvaldo.

O titular da Semscs, Thiago Prado, destacou que as fiscalizações são feitas permanentemente para organizar o comércio e coibir a prática de irregularidades no Centro de Maceió e nas demais regiões da capital.

“O Centro de Maceió é o maior local de comércio do Estado, por isso é preciso que exista ordem e segurança e é isso que a Prefeitura de Maceió vem fazendo, coibindo diversas ilegalidades, como o trabalho infantil, tráfico de drogas e comércio ilegal. Estamos sempre atentos para manter a ordem naquele local para que todos possam ganhar: comércio formal, informal e toda a sociedade”, afirmou Thiago Prado.

Foto: João Victor Barroso/ Ascom Semscs.

Presente na reunião, Andréia Geraldo, presidente da Aliança Comercial, também falou da importância das reuniões periódicas entre os comerciantes, comerciários e a Prefeitura. “Todos nós temos o desejo que o Centro da cidade de Maceió seja ordenado, ocupado pela Prefeitura, garantindo um cuidado estrutural e social”, disse.

Claydson Moura, coordenador executivo do Gabinete do Prefeito, afirmou que a gestão está próxima a toda a população. “O papel da prefeitura é esse: estar perto da sociedade civil, do empreendedor, do comerciante, do ambulante, e de todos precisam ser ouvidos. As portas estão abertas. Essa é uma determinação do prefeito JHC, para que possamos cumprir o nosso papel, fazendo sempre o melhor para Maceió”, finalizou.

Apreensões
Durante a fiscalização, na tarde desta sexta-feira (30), para apurar denúncias do comércio de produtos ilegais e irregulares e de trabalho infantil no Centro de Maceió, foram apreendidos cosméticos sem procedências, 30 maços de cigarros contrabandeados e a identificação de venda irregular de bebida alcoólicas. Além disso, quatro adolescentes menores de 14 anos foram abordados pelas assistentes sociais do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PET) da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas).

João Victor Barroso/ Ascom Semscs

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo