Comissão discute migração sob a perspectiva do preconceito

Agência Brasil Fotografias / Wikimedia
Cais do Valongo (RJ), Patrimônio da Humanidade

A Comissão Mista Permanente sobre Migrações Internacionais e Refugiados promove audiência pública nesta sexta-feira (22) para debater a migração e refúgio sob a perspectiva do preconceito, da xenofobia e do racismo. O tema do debate será o Cais do Valongo, no Rio de Janeiro, que passou a integrar a lista do Patrimônio Mundial da Humanidade em 2017.

O Cais do Valongo foi o maior porto receptor de escravos do mundo e principal porto de entrada de africanos escravizados no Brasil, que recebeu perto de 4 milhões de escravos durante os mais de três séculos de duração do regime escravagista. Pelo Cais do Valongo passou cerca de 1 milhão de africanos escravizados em cerca de 40 anos.

Foram convidados para o debate:

  • a coordenadora do Laboratório de Estudos Africanos (LeÁfrica) do programa de pós-graduação em história social da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Monica Lima e Souza;
  • o antropólogo pesquisador vinculado ao Laboratório de História Oral e Imagem (Labhoi) da Universidade Federal Fluminense (UFF) Milton Guran;
  • a coordenadora do Grupo de Trabalho de Políticas Etnorraciais da Defensoria Pública da União (DPU), Rita Oliveira; e
  • o procurador da República e procurador Regional dos Direitos do Cidadão no Rio de Janeiro Sergio Gardenghi Suiama.

O debate foi solicitado pelo senador Paulo Paim (PT-RS) e será realizado de forma remota às 10 horas no Senado. Os interessados poderão acompanhar pelo portal e-Cidadania.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo