Com redução de imposto do Governo, Latam amplia em 15% voos ofertados em Alagoas

A expansão da malha aérea alagoana vem somando reforços importantes para a alta temporada do turismo no Estado. Em diálogo a este movimento, nesta sexta-feira (27), o governador Renan Filho e o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo se reuniram com o CEO da Latam Brasil, Jerome Cadier, para assinatura do termo de concessão de incentivos fiscais para a companhia. O encontro aconteceu em São Paulo, na sede da Latam Airlines Brasil.

Em contrapartida a redução garantida pelo Governo do Estado de 12% para 5% do ICMS sobre o Querosene de Aviação (QAV), a empresa anunciou uma expansão de 15% da malha aérea ofertada. Na prática, isso significa que Alagoas ganha mais oito novos voos com frequências semanais, saindo de 28 para 34 na rota Maceió-Guarulhos, e de 12 para 14 no trecho Maceió-Brasília. Todos as operações já estão com passagens à venda e entram em funcionamento a partir do dia 27 de outubro e 1 de novembro, respectivamente.

“Temos a política de incentivos fiscais mais arrojada do país, o que nos assegura manter os diferenciais competitivos no mercado nacional. Com o turismo não é diferente, o Estado cumpre com o seu papel para, cada vez mais, atrair visitantes a Alagoas. Quando essas pessoas vêm pra cá, costumam voltar porque gostam daqui. Isso gera um efeito multiplicador gigantesco do ponto de vista econômico, sobretudo na geração de emprego e renda. O turismo em Alagoas é, sem dúvidas, uma das nossas principais estratégias para o desenvolvimento”, ressalta o governador Renan Filho.

Com a assinatura, as três principais e maiores companhias aéreas do Brasil, Latam, Gol e Azul, passam a integrar o decreto que prevê a redução nos impostos cobrados pelo Governo do Estado sobre o combustível de aviação, que representa atualmente 35% dos custos operacionais das empresas.

À frente da pasta de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Alagoas o secretário Rafael Brito atribui o cenário de prospecção do setor no Estado à consolidação de um relacionamento próximo e continuo com os diferentes parceiros desde trade turístico às companhias aéreas, como a Latam.

“Quando estabelecemos uma relação de parceria e bilateral com as empresas, o resultado chega sempre de forma muito positiva para as duas partes. Com a redução expressiva de 12% para 5% sobre o ICMS do combustível de aviação concedida pelo Governo do Estado, a companhia Latam barateou seus custos e, em contrapartida, anuncia agora um aumento de 15% da sua oferta de voos. Pelos nossos cálculos, a previsão é de que esse número chegue até a 23% de crescimento da malha garantida pela companhia. A gente não podia estar mais feliz. Agora, todas as três grandes companhias aéreas expandiram a oferta de voos para Alagoas, o que significa que, a partir de dezembro, teremos, só de novas operações, mais que o dobro em capacidade de oferta da antiga Avianca”, salienta o secretário Rafael Brito.

Alagoas no Hub

Além de impulsionar as estratégias de crescimento da alta temporada alagoana, os novos voos ofertados pela Latam também dão mais força a ligação entre a capital Maceió e as cidades de Brasília e Guarulhos, o principal Hub (centro de conexões) da Latam. Isso se comprova pela grande circulação de pessoas no aeroporto que, de acordo com a companhia, chega a aproximadamente 41 mil passageiros por dia entre os mais de 300 voos diários para 59 destinos nacionais e internacionais.

“Estamos atentos a todos os mercados sustentáveis e o turismo de Alagoas sai fortalecido neste acordo. A redução da carga tributária foi fundamental para reforçarmos, de forma competitiva, as nossas operações Maceió-Guarulhos e Maceió-Brasília. Na prática, Alagoas agora está mais interligada às conexões da LATAM com o Brasil e o mundo”, afirma Jerome Cadier, CEO da LATAM Brasil.

Ascom – 28/09/2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *