Ciclo de palestras educativas atrai comunidades escolares em Maceió

A parceria entre o Ronda no Bairro e a Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev) está rendendo momentos de muita interação entre alunos da rede pública de ensino estadual, professores e psicólogos. O ciclo de palestras de conscientização dos riscos do uso de álcool e outras drogas está sendo bem aceito e solicitado por outras instituições escolares no perímetro de atuação do programa na orla de Maceió.

Na terça-feira (22), foi a vez da Escola Estadual Ana Coelho, em Jacarecica, receber o psicólogo Amílton Júnior, explicou aos jovens que a sensação de bem-estar momentâneo proporcionado pelo uso de drogas lícitas ou ilícitas, causa dependência e o uso contínuo dessas substâncias ocasiona graves consequências para a vida do usuário.

“As palestras sobre materiais entorpecentes são de grande relevância para os alunos, pois servem para esclarecer os malefícios trazidos pelo contato com essas substâncias, uma vez que fatores como curiosidade e falta de conhecimento dos riscos inerentes ao uso destas podem gerar danos graves na vida desses jovens”, enfatizou o sub-coordenador do Ronda no Bairro, capitão PM Jasiel Andrade.

O ponto alto das palestras fica por conta do momento em que todos se unem para cantar clássicos da música brasileira que encorajam a beleza de se viver com responsabilidade e leveza. “Agradeço muito a iniciativa de toda a equipe do Ronda no Bairro, esse tipo de interação nos ajuda a estar cada vez mais próximos do nosso alunado. De forma lúdica e consistente conseguimos plantar uma semente de esperança no futuro dessas crianças e adolescentes”, comemorou a professora de Sociologia da Escola Estadual Campos Teixeira, da Ponta da Terra, contemplada com uma das palestras educativas na semana que se passou.

A equipe de Articulação e Mobilização Social do Ronda no Bairro tem por objetivo realizar um diagnóstico sociocultural em cada um dos territórios em que o patrulhamento de proximidade oferecido pelo programa atue, além de articular atividades de cunha educativo, cultural e esportivo em espaços públicos para a população.

Ascom – 23/05/2018

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *