Cerca de 5 mil beneficiárias do Cartão CRIA receberão auxílio de R$ 100 mensais em Palmeira

Depois de São Miguel dos Campos, foi a vez de Palmeira dos Índios receber, nesta quarta-feira (3), a entrega regionalizada do Cartão CRIA às primeiras 140 beneficiárias do Programa Criança Alagoana. O governador Renan Filho e o secretário de Estado da Assistência e do Desenvolvimento Social, Silvio Bulhões, acompanharam os trabalhos no município do Agreste alagoano.

“Hoje nós entregamos o cartão e o pagamento sai no dia 15 de fevereiro. No total, cerca de cinco mil famílias de Palmeira dos Índios vão receber um auxílio mensal no valor de R$ 100, desde a gestação até a criança completar seis anos”, informou Renan Filho, ao lado do prefeito do município, Júlio César.

“Nunca na história de Alagoas um governador teve a visão social diante desse vazio de assistência, porque o CadÚnico possui muitas famílias inscritas, mas não recebem nenhum tipo de benefício social, apenas aguardam até que o governo federal abra espaço. Alagoas, então, está saindo na frente, criando uma espécie de Bolsa Família mais estruturado”, avaliou o prefeito de Palmeira dos Índios.

Lançado na última segunda-feira (01), o Cartão CRIA vai beneficiar, com um auxílio financeiro de R$ 100 mensais, cerca de 180 mil famílias em Alagoas com gestantes, bebês e crianças até 6 anos de idade, que vivem na pobreza ou extrema pobreza. Portadoras da síndrome congênita por Zika vírus com até 7 anos de idade também serão assistidas.

“Nem os grandes Estados do Brasil têm um programa com essa potência. Nós vamos investir R$ 18 milhões por mês a partir do cadastramento total de todas as beneficiárias em Alagoas. E, com o cadastramento total, por ano, serão R$ 216 milhões, algo muito significativo”, disse o governador.

Até o dia 15 de fevereiro, as primeiras 9 mil famílias cadastradas já recebem a primeira parcela do benefício, que deve ser destinado à aquisição de alimentos para assegurar a melhoria da qualidade nutricional do público-alvo.

O secretário Silvio Bulhões falou sobre o calendário de entrega dos cartões, que vai até o dia 12. “A partir do dia 15, as famílias passam a receber o auxilio nas agências da Caixa Econômica Federal e nas loterias”, informou.

O Cartão CRIA ganha ainda mais importância diante da crise econômica provocada pela pandemia do novo coronavírus e o fim do Auxílio Emergencial pago pelo governo federal.

“O Brasil tem que perceber – e o Auxílio Emergencial foi uma grande demonstração disso – que apoiar o mais pobre, o excluído, o invisível; fazer um governo humano, um governo generoso, deve ser o foco de todos os gestores”, sustentou Renan Filho.

Ele acrescentou ainda que o CRIA, além de garantir o auxílio financeiro, vai adequar as maternidades municipais e construir 200 creches em Alagoas. “O local onde nascem as crianças aqui, o Hospital Santa Rita de Palmeira dos Índios, vai ser adequado para fazer partos humanizados, à luz do que a gente faz em Maceió, no Hospital da Mulher. O CRIA também vai construir creches para que as mães tenham onde deixar seus filhos e possam trabalhar”, acrescentou.

Nesta quinta-feira (4), a entrega regionalizada do Cartão CRIA acontece em Maragogi, a partir das 9h, na sede da Cooperativa dos Pequenos Agricultores Organizados (Coopeagro). Inicialmente, 124 famílias serão beneficiadas no município do Litoral Norte.

Renan Filho afirmou que a participação dos municípios é fundamental para garantir a capilaridade do Programa CRIA em todo o estado.

“Os municípios conhecem as gestantes, sabem aonde elas moram por meio do Programa de Saúde da Família, da Assistência Social, por isso estamos trabalhando em parceria com os municípios que, após a identificação das beneficiárias, passam o cadastro para o Governo que, junto com a Caixa Econômica Federal (CEF), emite o cartão e as mulheres passam a receber essa parcela de R$ 100 por mês”, explicou o governador.

A solenidade em Palmeira dos Índios reuniu deputados, prefeitos, secretários de Estado, vereadores, lideranças comunitárias e indígenas, dentre outras autoridades.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo
error: Conteúdo protegido!