Burburinhos do “casamento do ano”

Sei que está mais para colunismo social do que esporte. Mas o blog também pega uma carona naquele que foi o acontecimento da semana cá por estas bandas e está até sendo chamado por colunistas sociais e gente do high society da terrinha de “o casamento do ano”, estrelado pelo atacante alagoano da Seleção Brasileira e do Liverpool, da Inglaterra, Roberto Firmino com a jovem Larissa Pereira.

Inicialmente, quero informar aos leitores – e às favas com a modéstia (como esbravejou outro dia aí um certo ministro ‘bem discreto’ do Supremo Tribunal Federal) – e dizer que este blogueiro foi o único a entrevistar o atacante assim que ele pisou no aeroporto de Maceió para a preparação do badalado casório.

O registro fotográfico é do excelente Ricardo Lêdo, que não me deixa mentir.

A badaladíssima festa ocorreu na noite de quarta-feira (20) no Café de Lá Musique, em Maceió, e contou com personalidades como o também craque da Seleção Philipe Coutinho, além de gente do show business, como o cantor de pagode Thiaguinho, a dupla de sertanejos Matheus & Cauã e de outro astro da nova geração Jonas Esticado.

Fontes afirmam que Firmino esperava ainda por convidados não menos badalados, como o astro Neymar (do Barcelona) e sua namorada Bruna Marquezine, além do cantor Gabriel Diniz, mas esta turma não apareceu.

Burburinhos do “casamento do ano 2”

Gente, brincadeira à parte, abro este parágrafo apenas para informar que, em verdade, o registro fotográfico e a entrevista do flagrante de Roberto Firmino no aeroporto não tiveram nada a ver com o seu casório recente. Ela é o registro ocorrido no dia 27 de maio de 2015 do então queridinho da Seleção Brasileira de futebol, o alagoano (pra lá de tímido) Roberto Firmino, que, além de tudo, não esperava ninguém da imprensa no aeroporto.

À época, este repórter e Lêdo, pela Gazeta de Alagoas, conseguimos ‘furar’ o cerco da família e amigos e entrevistar o alagoano que se destacava na Seleção.

Na ocasião, repercutíamos com Firmino sua contratação milionária, cujo negócio custara 29 milhões de libras (cerca de R$140 milhões) aos cofres do Liverpool.

21/06/2017

O burburinho parte 2

 

Wellington Santos

Wellington Santos milita no jornalismo desde 1994, quando iniciou a carreira como revisor do extinto O JORNAL. Daí formou-se na área pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal), e teve passagens como repórter e editor em jornais como Gazeta de Alagoas (por duas vezes), A Notícia e Primeira Edição. Atualmente atua como repórter no Jornal Tribuna Independente e exerce ainda a função de assessor de Comunicação desde 2003 no Governo do Estado. Como repórter esportivo, foi correspondente e colaborou para o Portal nacional Lance! e rádios do eixo Sul/Sudeste, além de colaborar para o Canal Esporte Interativo. Como reconhecimento ao trabalho desenvolvido, foi premiado duas vezes como repórter esportivo no Prêmio Braskem de Jornalismo em 2013/2014, e em 2016 com a melhor matéria no Jornalismo Impresso na editoria Saúde. Em 2012, foi à final do Prêmio Nacional Abdias Nascimento, realizado no Rio de Janeiro, com reportagem sobre os 100 anos do Quebra de Xangô em Alagoas.

Artigos relacionados