Bolsonaro caminha para sofrer um processo de impeachment, diz Collor

Durante uma entrevista nesta terça-feira (28), o senador Fernando Collor de Mello (PROS-AL) disse que o presidente Jair Bolsonaro caminha para sofrer um processo de impeachment.

Segundo Collor, que foi alvo de uma ação semelhante em 1992 quando era presidente e renunciou ao cargo antes mesmo de terminar, a abertura do inquérito para apurar as acusações feitas por Sérgio Moro contra Bolsonaro é o primeiro passo para o processo de impeachment.

Para Collor, Bolsonaro retoma a prática do “toma lá, dá cá” ao se aproximar dos partidos de centro com ofertas de cargos na tentativa de criar base de apoio no Congresso. Não é tão agradável essas investidas que o presidente está fazendo. Está fazendo de um modo equivocada, o presidente da Câmara não está participando.

“Governo que não tem maioria no Congresso Nacional, no sistema presidencialista, não consegue terminar o seu mandato”, disse.

O senador afirmou ainda que a estratégia de Bolsonaro em apostar no apoio popular sem ter respaldo político é equivocada. “É um erro que eu cometi”, disse.


Botão Voltar ao topo
Fechar