BALANÇO 2020! Empresas incentivadas pelo Estado injetam mais de meio bilhão na economia alagoana

Número é 78% maior do que o resultado alcançado em 2019; ações de desenvolvimento econômico garantiram mais de 8 mil empregos

Em um ano marcado por incertezas de uma crise sanitária causada pela pandemia e cenário econômico de contraste em todo o país, Alagoas ultrapassa o montante de investimento realizado em 2019 pelas empresas incentivadas pelo Governo do Estado com a marca de R$ 550,3 milhões injetados na economia. O número é 78% maior em relação ao comparativo orçado do ano anterior, com um total de 26 empreendimentos implantados ou a serem instalados em nove diferentes municípios, dando fôlego para a interiorização do desenvolvimento em todas as regiões do estado.

A criação de um ambiente de negócios favorável e atrativo agregado à consolidação de uma das políticas de incentivos fiscais mais competitivas do Brasil, o Programa de Desenvolvimento Integrado de Alagoas (Prodesin) foram determinantes no movimento de superação econômica pautada pela criação de um portfólio de empresas diversificado dentro do estado. Em 2020, grandes nomes, como o hotel Vila Galé, a distribuidora Natura e a indústria do energético Monster, passaram a integrar o rol de empreendimentos ao lado de gigantes como Mineração Vale Verde, Coca-Cola, Portobello e Copra.

E se de um lado os diferentes segmentos econômicos saíram ganhando com a expansão de novos investimentos, de outro a população aparece como a grande beneficiada das conquistas. Em um ano, foram mais de 8.200 mil alagoanos empregados direta ou indiretamente e que tiveram suas vidas transformadas com a chegada das novas empresas no estado, como é o caso do Marciano Santos da Silva. Depois de dois anos sem ter um trabalho fixo, em outubro o alagoano foi contratado para as obras de implantação do hotel Vila Galé, na Barra de Santo Antônio, no Litoral Norte.

“Fiquei sabendo por uns amigos que ia construir um hotel aqui na minha cidade e já fui deixar o meu currículo lá. Isso foi o que mudou a minha vida e da minha família. Estava há quase dois anos sem emprego, trabalhando de bico em um lugar ou outro, difícil de garantir o sustento da minha esposa e três filhos, né? Graças a Deus estou aqui no Vila Galé desde o começo das obras e espero que possa continuar ajudando na renda da minha casa”, compartilha Marciano Santos, de 26 anos.

Equilíbrio e expansão

No meio de um ano de desafios inesperados, a busca pelo equilíbrio e expansão das atividades de desenvolvimento econômico guiaram as ações entre o Governo de Alagoas e o segmento empresarial. Para os empreendimentos e o Estado, esse foi o momento de voltar o olhar para cuidar das pessoas, dos negócios e da economia por meio do fortalecimento de parcerias e garantia de contrapartidas, como ressalta o gerente de Relações Governamentais da Solar Coca-Cola, Arthur Ferraz.

“A Solar Coca-Cola tem orgulho de ser aliada do Governo de Alagoas e é por isso que, mesmo em um ano tão difícil, mantivemos o nosso cronograma e anunciamos o investimento de R$ 25 milhões no estado, trazendo para Maceió uma nova linha de produção de Monster, a marca de energético líder de mercado no mundo. Com isso, estamos consolidando Alagoas como polo exportador da bebida para toda a região Nordeste do país. Temos grandes planos para o estado e vamos continuar apostando nessa parceria”, afirma o gerente de Relações Governamentais.

Em retrospectiva às ações de evolução dos investimentos e estabilidade nas relações entre os setores público e privado, o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito, avalia o ano de 2020 com otimismo e resultados importantes na bagagem. O desempenho positivo nos diferentes setores da indústria, comércio e serviço comprova o êxito das estratégias implantadas pelo Governo.

“Passamos por um momento inesperado para todo o mundo. Precisamos nos adaptar, nos reinventar e criar novas formas de continuar impulsionando atividades tão importantes para o desenvolvimento da nossa economia. Trabalhamos em estratégias de proximidade, fortalecemos nossa política de incentivos, a mais competitiva do país e, agora, Alagoas fecha o ano ultrapassando a marca de investimentos alcançados em 2019 e com o adicional de nomes gigantes do mercado, a exemplo de Natura, Solar e Vila Galé. Mesmo diante de tantos desafios, nosso maior objetivo foi conquistado: garantir melhoria de vida para milhares de alagoanos por meio da geração de emprego e renda no nosso estado”, analisa o secretário.

Solidariedade

O contexto de indefinição imposto pela pandemia também trouxe impacto na criação de novos projetos em Alagoas. Desta vez, Governo do Estado e empresários se reuniram com outro intuito: ajudar a população mais carente no enfrentamento da Covid-19. Desde abril, o canal de doações intitulado ‘Empresários do Bem’ beneficiou mais de 55 mil alagoanos com um total de 325,5 toneladas de alimentos entregues a associações e instituições sociais em todo o estado. A iniciativa reuniu 33 empresas de diferentes áreas do setor produtivo e 50 organizações contempladas.

Cartilhas econômicas

Ainda dentro das ações de enfrentamento dos desafios no segmento empresarial causados pela pandemia, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) formulou cartilhas com explicações sobre linhas de crédito ofertadas pelos governos Federal, Estadual e Municipal. Os materiais esclarecem dúvidas de como ter acesso e quais são os benefícios disponibilizados, com conteúdos divididos e direcionados para quatro categorias: Indústrias de Médio e Grande Porte; Indústrias de Pequeno Porte; Serviço e Comércio de Pequeno Porte e Serviço e Comércio de Médio e Grande Porte.




Botão Voltar ao topo