Assembleia debate o fortalecimento da Cultura e da Arte Popular

Foto: Reprodução ALE

 

 

Imediatamente após a entrega da Comenda Lêdo Ivo ao mestre Edvar Vicente, a deputada Fátima Canuto (MDB) deu início à sessão especial para debater o “Fortalecimento da Cultura Popular e da Arte do Nosso Estado”, na manhã desta segunda-feira, 23, na Assembleia Legislativa de Alagoas.

Propositora de ambas as sessões, a deputada aponta que o principal propósito foi abrir o diálogo com a categoria, discutindo as políticas públicas necessárias para o fortalecimento do setor. Presente na sessão, o deputado Cabo Bebeto (PL) disse que hoje temos exemplos de vários idosos tentando manter nossa cultura viva. “Além de nos lembrar do passado, precisamos valorizar e fomentar a cultura de Alagoas. É preciso que, na prática, falemos menos e façamos mais”, afirmou o deputado.

“Alagoas é terra do Guerreiro, das Baianas, do Pastoril, do Bumba meu Boi, da Chegança, da Cavalhada, do Coco Alagoano. Do Artesanato, da Arte em Barro, das Rendas do Filé, do Bordado, do Sururu e de muito mais”, lembrou Fátima Canuto, ao listar a riqueza da cultura popular e afirmar que é preciso valorizar mais a cultura local e ouvir suas demandas.

Centro de Referência
Ao usar a palavra, Mestra Vânia, patrimônio vivo de Alagoas, declarou seu orgulho de pertencer ao Estado das maiores manifestações folclóricas do Brasil, mesmo sem um lugar para os artesãos. “Não há espaço permanente, como na Paraíba ou no Ceará. Precisamos de um Centro de Referência para expor nossa cultura”, disse a mestra.

Daniela Vasconcelos, gerente de Design e Artesanato da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), e que está à frente do Alagoas Feita à Mão, reforçou a importância do pedido de mestre Vânia, informando que o Governo do Estado está sempre trabalhando para transformar Alagoas em referência de arte popular.

Cultura
Durante a sessão, houve apresentação da Focuarte com Boi do Canário e Boi do Mirim. Ao fim, Fátima Canuto convidou todos os presentes a acompanharem os Bois Treme Terra e Canário, em cortejo, até a Feira de Artesanato, na praça Dom Pedro II, onde ocorreram apresentações culturais programadas pela Focuarte.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo