Armada e perigosa, vovó matadora rouba a cena em estreia

A mesma mão que faz um delicado bolo caseiro é capaz de apertar o gatilho de um revólver para matar.

Dulce tem dulçor apenas no nome. A mulher que comanda o clã de matadores de aluguel Ramirez não hesita em sangrar os inimigos.

Foi o que fez no primeiro capítulo de A Dona do Pedaço, nova novela das 21h da Globo, criada por Walcyr Carrasco.

Ela ordenou o assassinato de Amadeu (Marcos Palmeira), integrante da família rival Matheus, para evitar que sua neta Maria da Paz (Juliana Paes) se casasse com o bom rapaz, diz o Terra.

O plano falhou. Então a octogenária decidiu agir diretamente.

No final do primeiro capítulo, ficou subentendido a participação da matriarca impiedosa no tiro que acertou o advogado nas costas e interrompeu o casamento dos jovens apaixonados.

A confissão da nova tentativa de assassinato será vista no capítulo desta noite. Dulce fez o disparo. “Foi com carinho”, dirá.

A malvada de cabelos brancos, livre de remorso, em nada lembra a delicada senhora apresentada nos clipes de divulgação da novela ao longo das últimas semanas.

Foi uma surpresa ver Fernanda Montenegro no papel de uma vilã ambígua.

Ao mesmo tempo em que prepara iguarias para adoçar a vida dos descendentes, a personagem comanda com mãos de ferro o negócio da família: mortes por encomenda em uma região onde resistem o coronelismo e o sangue pela honra.

Quando a atriz surgiu como Dulce nas primeiras chamadas, muita gente lembrou de sua composição anterior, a mística Mercedes de O Outro Lado do Paraíso, do mesmo autor. A caracterização de ambas é parecida.

Mas em poucos segundos de aparição no capítulo de estreia, Dulce se despiu do manto de santidade.

Sem titubear, seria capaz de eliminar Mercedes com as próprias mãos – e depois preparar uma massa de bolo como se nada tivesse acontecido.

No capítulo de sexta-feira, dia 24, Dulce vai enfrentar os inimigos à bala. Em seguida, provocará um incêndio também como parte de sua vingança.

A cinco meses de completar 90 anos, Fernanda Montenegro surpreende mais uma vez com versatilidade e domínio de cena, interpretando um tipo incomum na carreira.

A interação eficiente entre a veterana e a protagonista Juliana Paes contribuiu para a apresentação da trama iniciada como faroeste rural e que, logo, se tornará um outdoor do empoderamento feminino.

O novo folhetim da Globo parece ter muitas donas do pedaço.

21/05/2019

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *