Após atuação da DPE, pacientes com Covid-19 conseguem tratamento com pulmão artificial

Dois cidadãos tiveram acesso ao tratamento ECMO (Oxigenação por Membrana Extracorpórea) garantido pela Defensoria Pública do Estado, através de liminares judiciais, durante o plantão desse último fim de semana. As ações foram ingressadas pelas defensoras públicas Lidiane Kristhine da Rocha Monteiro e Rafaela Moreira Canuto Rocha Pinheiro, na quinta e sexta-feira, respectivamente, e tiveram respostas favoráveis no mesmo dia.

Foto; Divulgação

Há dez dias, a defensora pública Daniela Santos também obteve liminar favorável ao tratamento.

O ECMO, que também é conhecido como pulmão artificial, é uma terapia promovida por meio de um equipamento que retira o sangue através de uma veia para uma bomba, que faz a função do pulmão e ajuda a eliminar o gás carbônico do organismo, como uma membrana artificial. Seu objetivo é permitir uma melhor recuperação da função pulmonar.

Em Alagoas existem quatro equipamentos utilizados para a realização do tratamento, cujo custo diário é de, aproximadamente, R$ 30 mil. Os quatro ECMOs são disponibilizados pelo sistema privado de saúde, não fazendo parte das terapias oferecidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Através do Sus, a sua oferta oferta só é possível por meios judiciais, quando há indicação médica.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo