Antonio Albuquerque critica abuso de poder praticado pela fiscalização da Adeal

O deputado Antonio Albuquerque (PTB) repudiou a ação de fiscais da Adeal (Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas) que autuaram, recentemente, em São Miguel dos Campos, marchantes do município de Anadia, que transportavam bovinos mortos para seus açougues. “Por não cumprirem as exigências mais rígidas desse senhor (fiscal), que já está se portando como um xerife, a carne foi apreendida, levada a Arapiraca e lá foi inutilizada”, contou o parlamentar, durante a sessão ordinária desta quinta-feira, 17, classificando a ação como abuso de poder. “Sabemos que o boi tem, recentemente, alcançado um valor considerável; e 15 animais chegam a um valor aproximado de R$ 90 mil. Impondo a homens simples, honestos, trabalhadores, um prejuízo desnecessário”, destacou Albuquerque.

Ao complementar seu posicionamento, o deputado disse que, se tivesse sido comunicado tão logo a ocorrência dos fatos, teria tentado impedir que a carne fosse destruída. “Foi um ato de arrogância, prepotência, covardia do Governo de Alagoas, que não pode continuar compactuando, nem permitindo”, disse Antonio Albuquerque, afirmando que irá acompanhar as próximas ações de fiscalização da Adeal. “Quero antecipar que algumas providências deverão ser tomadas na defesa desses marchantes, que trabalham honestamente para o sustente de suas famílias”, assegurou o parlamentar.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Botão Voltar ao topo