Alimentos típicos das festas juninas são benéficos à saúde, orienta Sesau

Alimentos à base de milho são ricos em proteínas e carboidratos e ajudam no funcionamento intestinal.
Alimentos à base de milho são ricos em proteínas e carboidratos e ajudam no funcionamento intestinal.

As festas juninas representam a maior e mais popular tradição cultural do Nordeste brasileiro e durante esse período existe um aumento no consumo de alimentos a base de milho. E para orientar a população, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) esclarece sobre os benéficos e cuidados com a ingestão dessas iguarias.

De acordo com a nutricionista Rozangela Ferreira, o milho possui proteínas e carboidratos, além de ser rico em fibras que são benéficas para a prevenção de doenças como a hemorroida, prisão de ventre e o câncer colorretal.

“O consumo de alimentos à base do milho ajuda, ainda, na regulação do intestino e pode auxiliar na redução dos níveis de colesterol. Ele ainda é fonte de acido fólico, vitaminas B1 e B5, em magnésio e fósforo, além de ácidos graxos essenciais”, explicou.

A nutricionista ressaltou, no entanto, que as pessoas devem ter cuidado no consumo da versão industrializada do produto. “O milho enlatado pode conter um alto teor de sódio, que não é recomendado para pessoas com hipertensão”, alertou.

A nutricionista destacou o caráter dinâmico do milho, que pode ser usado como base para diversos tipos de receitas. “O milho pode ser utilizado de variadas formas, seja ao natural, em cereais matinais, mingaus, tortas, bolos, canjica, cuscuz, polenta, pamonha e pipoca. Existe ainda o óleo de milho, que tem gorduras boas,  pode facilmente ser agregado ao menu diário. Com tantas propriedades benéficas, o importante é consumi-lo”, recomendou.

Higiene

Para o diretor da Vigilância Sanitária Estadual, Paulo Bezerra, o consumo do milho deve ser incentivado durante todo o ano, porém o consumidor deve ter alguns cuidados na hora de adquirir o produto. “A primeira atitude que o comprador deve ter é observar as condições do local onde estão sendo comercializados os pratos típicos e se estão acondicionando e manipulando corretamente os produtos”, alertou o diretor.

“O local deve estar limpo e o vendedor deve usar bata, luvas e manter as unhas cortadas. Também não deve fazer uso de acessórios, como anel e aliança, por exemplo, além de evitar contato com dinheiro, enquanto estiver comercializando os produtos”, explicou Bezerra.

Alerta aos cuidados e para os benefícios do milho a dona de casa Valdineide Silva revelou que sempre adquire o grão ou algum derivado nas suas compras. “Eu venho do interior de Alagoas e trouxe comigo a tradição alimentar que tem o milho como um pilar importante”, afirmou Valdineide.

Fabiano de Pace – Agência Alagoas.

Artigos relacionados