ALAGOAS SEM FAKE: é fato que taxistas e motoristas de app não podem transportar passageiros no banco da frente em Maceió

Circula nos grupos de Whatsapp, em Alagoas, um áudio em que um homem afirma que seria proibido transportar passageiros no banco da frente de táxis e carros por aplicativos na capital alagoana. A informação é verdadeira.

“Motoristas e taxistas: a partir de amanhã não podemos levar de forma alguma no banco da frente algum passageiro. Senão seremos multados e teremos o nosso carro recolhido. A fiscalização será intensa e quem descumprir vai ter o veículo apreendido”, ressalta o homem no áudio.

A medida integra o Decreto Municipal 8.918, que dispõe sobre a prorrogação das ações para enfrentamento do estado de calamidade em saúde pública de importância internacional decorrente do novo coronavírus.

O artigo 5º do decreto, publicado no Diário Oficial de Maceió no dia 16 de julho, estabelece as seguintes regras para o funcionamento do transporte de passageiros por táxi ou aplicativos:

  • Disponibilizar álcool em gel 70% (setenta por cento) para os passageiros.
  • Andar, preferencialmente, com as janelas abertas para permitir a circulação de ar.
  • Utilizar máscaras para todos os ocupantes de táxis e transportes por aplicativo.
  • Acomodar os passageiros apenas no banco traseiro do veículo.

As fiscalizações sobre a normativa estão sendo feitas pela Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) desde a última segunda-feira (20) nos principais corredores de transportes de Maceió.

“Quando os veículos de táxi ou transporte por aplicativo são abordados e verifica-se que não estão transportando os passageiros nos bancos traseiros, sem máscaras e/ou o veículo não dispõe de álcool em gel, os condutores são autuados e podem ter os carros removidos”, informou em nota a assessoria de comunicação do órgão.

Alagoas Sem Fake

Com foco no combate à desinformação, a editoria Alagoas Sem Fake verifica, todos os dias, mensagens e conteúdos compartilhados, principalmente em redes sociais, sobre assuntos relacionados ao novo coronavírus em Alagoas. O cidadão poderá enviar mensagens, vídeos ou áudios a serem checados por meio do WhatsApp, no número: (82) 98161-5890. Clique aqui para enviar agora.




Botão Voltar ao topo