Alagoas é um dos 4 estados do país que registraram queda de mortes por Covid-19

 

Alagoas foi um dos quatro estados brasileiros – dentre as 26 unidades da Federação – que registraram, na quinta-feira (23), queda na média móvel de óbitos por Covid-19. A redução foi de 18%, mesmo percentual do Amazonas. Também registram baixas o Ceará (42%) e o Rio Grande do Norte (17%).

Nesta sexta-feira (24), durante o lançamento do projeto destinado ao enfrentamento da Covid-19 nas grotas de Maceió, desenvolvido em parceria com o Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat), o governador Renan Filho comentou os números do levantamento, que foi realizado pelo consórcio de imprensa e divulgados pelo Uol.

De acordo com o site, a média móvel dos estados é calculada com base no número de mortes registrado diariamente dentro de um período equivalente a 14 dias. “É muito significativo porque diferencia Alagoas do conjunto de estados brasileiros. Estamos reduzindo (os números da Covid) enquanto muitos ainda estão aumentando”, comparou o governador.

Renan Filho atribuiu a queda ao empenho da população alagoana em cumprir as regras de distanciamento social e de proteção individual, bem como ao esforço do Governo do Estado de ampliar leitos e de garantir o tratamento necessário a quem precisa, em parceria com os municípios.

“Mesmo que o Governo do Estado amplie leitos, crie as condições para tratar mais pessoas, entregue novos hospitais, abra novas UPAS, compre mais medicamentos e abra novas centrais de triagem, continua sendo fundamental a colaboração do cidadão. Eu queria dizer que o cidadão alagoano, majoritariamente, vem colaborando, por isso as coisas vêm melhorando”, avaliou.

Avanço

Renan Filho afirmou que Maceió avançou da fase vermelha para a amarela, dentro do Plano de Distanciamento Social Controlado, a passos seguros, reduzindo mortes e a demanda por leitos, dentro de um ambiente sereno, técnico e responsável. Ele informou que o Governo do Estado vai aferir, neste sábado (25), os números da Covid-19 em Alagoas relacionados à última quinzena epidemiológica. Segundo o governador, a tendência é que haja avanços na capital e no interior do estado.

“Tudo indica que teremos novos avanços, porque estamos com mortes em queda em Alagoas, mas, como fiz até aqui, vou deixar para comunicar isso no dia em que fecharmos a quinzena epidemiológica. Até agora os indicativos, pelo acompanhamento diário que fazemos, é de que possamos dar novos passos, inclusive passos no interior do estado, onde temos observado também a redução do número de mortes nessa quinzena”, citou.




Botão Voltar ao topo
Fechar