ACIMA DE DEUS: Flávio Moreno encobre imagem de Cristo com bandeira do partido PSL

A comunidade católica de Palmeira dos Índios se sentiu ultrajada com o que considera falta de respeito por parte de dirigentes locais e estaduais do Partido Social Liberal (PSL), em encobrir a imagem de Cristo Crucificado com a bandeira do partido.

A situação aconteceu em evento para filiação partidária ao PSL que aconteceu no último sábado, 19, na Câmara Municipal de Palmeira dos Índios. A imagem do principal símbolo no Cristianismo no mundo foi encoberta pelos organizadores que alegaram de que “o estado é laico” e que, naquele ambiente, havia pessoas de várias religiões.

De acordo com testemunhas presentes, o presidente do partido, Flávio Moreno achou que poderia encobrir a imagem de Cristo em benefício próprio.

O argumento dado por membros do partido não foi aceito pela comunidade católica na cidade, independentemente de cor de bandeira política. Vale lembrar que, tanto nas sessões ordinárias da Câmara quanto em eventos fora da pauta da Casa, há pessoas de várias religiões, inclusive vereadores e convidados, e nunca havia se tomado essa atitude.

Nas redes sociais, o assunto correu como um rastilho de pólvora. No entanto, na cidade, a igreja só irá se pronunciar oficialmente a partir desta semana.

“Mesmo o estado sendo laico, não é desculpa pra encobrir a imagem de Cristo Crucificado. Isso foi um desrespeito. Falaram que na reunião tinha pessoas de todas as religiões, mas isso não interfere em cobrir a imagem de Cristo. Comentei com alguns amigos meu que também são católicos e eles têm o mesmo pensamento. No meu ponto de vista, foi um desrespeito com Cristo e com todos católicos. Não só essa passagem, como também aquelas manifestações que usaram crucifixos no ânus e em outras partes íntimas, ocorrida há poucos meses. Somos totalmente contra todo e qualquer ato desrespeitoso a Cristo”, disse um membro da Igreja em Palmeira que, por não ser a pessoa autorizada a falar oficialmente sobre o assunto, pediu para não ser identificada.

Redação com O Dia Mais