DENÚNCIA! Teto do Cisp de Pilar desaba e Sindpol denuncia problemas estruturais

Nesta quinta-feira (21), o Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol) denunciou que parte do teto do Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp), da cidade do Pilar, desabou. Com apenas nove meses de inaugurado pelo governo, o Cisp já apresenta problemas estruturais, colocando em risco a permanência de policiais civis.

Não é a primeira vez que uma unidade construída com valores milionários apresenta problemas em sua estrutura logo após a inauguração. Casos semelhantes já foram denunciados pela entidade em Mata Grande, São José da Tapera, entre outros municípios.

O presidente do Sindpol, Ricardo Nazário, revela que a diretoria do Sindicato acreditava que o Cisp, tipo II, que custou R$ 8,4 milhões ao Estado, fosse corrigir todos os problemas apresentados pelo Cisp tipo I, como rachaduras, infiltrações, afundamento de piso, falta de espaço na carceragem e alojamento aos policiais civis, entre outras precariedades, o que não ocorreu.

Ricardo Nazário destaca que os problemas são os mesmos entre os dois modelos de Centro Integrado, apesar do alto investimento. “Se o projeto do Cisp I fosse revisto, e as falhas corrigidas, o Cisp II não estaria causando transtornos e risco à categoria e à população”, denuncia o presidente do Sindpol.

Após a denúncia, a Secretaria de Segurança Pública (SSP/AL) se pronunciou e, segundo a pasta, o problema já teria sido resolvido pela empresa responsável.


Botão Voltar ao topo
Fechar