PSICOPATA OU SALVADOR DA PÁTRIA? Lula avalia positivamente impacto do coronavírus na política liberal

“Ainda bem que a natureza criou esse monstro chamado coronavírus para que as pessoas percebam que apenas o Estado é capaz de dar a solução”, disse ex-presidente

Em transmissão ao vivo ontem (19), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva indicou que a tragédia provocada pelo novo coronavírus teve pontos positivos. Segundo ele, agenda liberal do governo de Jair Bolsonaro foi enfraquecida pelas interferências do Estado na economia do país.

“Ainda bem que a natureza, contra a vontade da humanidade, criou esse monstro chamado coronavírus. Porque esse monstro está permitindo que os cegos comecem a enxergar que apenas o Estado é capaz de dar solução a determinadas crises. Essa crise do coronavírus, somente o Estado pode resolver isso, como foi a crise de 2008”, disse Lula durante a live promovida pela revista Carta Capital.

O petista, que rejeita a postura do presidente Bolsonaro ao buscar reabrir as cidades para evitar prejuízos econômicos, chegou a comparar o atual cenário com a Segunda Guerra Mundial (1939 a 1945) e o governo do ex-presidente dos Estados Unidos Franklin Roosevelt.

“Imagina quando Roosevelt teve que agir na guerra. Você acha que ele estava preocupado com orçamento? Não! Ele tinha que fazer armas para vencer a guerra. Na guerra contra o coronavírus, eles não cumprem sequer a promessa de dar 600 reais para as pessoas ficarem em casa e se protegerem”, afirmou.

Lula tem feito oposição a Bolsonaro publicamente desde que foi solto em novembro do ano passado, após um ano e sete meses de prisão devido condenação em processo da Operação Lava-Jato. Apesar declarar que não tem intenção de se candidatar a presidência da República em 2022, quando terá 77 anos, ele deixa claro que pretende atuar politicamente para “não deixar o país voltar a ter um presidente como Bolsonaro”.

Relavante News


Botão Voltar ao topo
Fechar