Programa da Braskem já realizou 2.275 mudanças e apresentou 311 propostas de compensação 

Um balanço do Programa de Compensação Financeira e Apoio à Realocação (“PCF”) mostra que 2.275 famílias já foram realocadas para novos imóveis desde o início do Programa, em dezembro de 2019. Para atingir esta marca, a Braskem contou com uma equipe de mais de 500 pessoas, dentre técnicos sociais, psicólogos, facilitadores, profissionais de mudança, visando assegurar o acolhimento e a segurança das famílias.

Além disso, a Braskem já recebeu no PCF aproximadamente 1.000 famílias que estavam recebendo a Ajuda Humanitária, do Governo Federal, e que já deixaram os seus imóveis. A migração dos lotes segue acontecendo, assegurando a continuidade dos pagamentos para as famílias. Por meio dos programas de Apoio à Realocação e de Compensação, a empresa já pagou mais de R$ 32,4 milhões entre auxílios financeiros temporários e acordos de compensação.

No fluxo de Compensação já ingressaram mais de 1.500 famílias, das quais mais de 300 já receberam propostas de compensação e, até o fim de maio, o objetivo é chegar a 500 propostas apresentadas. Para isso, a Braskem tem trabalhado na busca de soluções de pendências documentais necessárias, como matrículas e certidões, para que as propostas de compensação possam ser apresentadas.

O avanço das ações relativas à Realocação, migração da Ajuda Humanitária e Compensação ocorreu mesmo com a suspensão do atendimento presencial na Central do Morador, consequência das medidas recomendadas para combater o coronavírus, a partir do ajuste de atividades para novo modelo de operação remoto.
Esses dados sobre o Programa têm sido apresentados periodicamente às autoridades signatárias do acordo assinado em 3 de janeiro para a desocupação das áreas de risco definidas pela Defesa Civil.


Botão Voltar ao topo
Fechar