Hospital de Campanha abre nesta quinta com 150 leitos clínicos para tratar Covid-19

Alagoas contará, a partir desta quinta-feira (21), com mais um equipamento público temporário para o tratamento de pacientes acometidos pelo coronavírus. O Hospital de Campanha Dr. Celso Tavares, que está sendo estruturado no Centro de Convenções, em Jaraguá, terá 150 leitos clínicos à disposição da rede pública de saúde.

Uma equipe com mais de 400 profissionais da saúde irá compor a estrutura, incluindo médicos, fisioterapeutas, biomédicos, enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais, técnicos de laboratório e enfermagem, que se revezarão em turnos, oferecendo cuidados clínicos 24 horas por dia aos pacientes internados. O nome do hospital homenageia o médico infectologista alagoano Celso Tavares, que faleceu em fevereiro deste ano.

“Serão mais 150 leitos clínicos à disposição da saúde pública alagoana para recuperar o nosso cidadão. Depois desta entrega, vamos iniciar imediatamente a construção de um Hospital de Campanha em Arapiraca, idêntico ao daqui, para atender este município e outras cidades do interior”, afirma o governador Renan Filho.

Para ter acesso ao hospital, o cidadão deverá, primeiramente, ter passado por uma unidade de saúde, como uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) ou posto de saúde, ou ainda pelas Centrais de Triagem, como explica Geonice Peixoto, assessora técnica de Atenção Primária e Ações Estratégicas da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau).

“O Hospital de Campanha é um hospital de porta fechada, ou seja, atende pacientes encaminhados e não realiza o primeiro atendimento ao público. Ele vai atender pacientes já regulados por unidades de saúde que funcionam como porta de entrada de casos de Covid-19, como as UPAs e as Centrais de Triagem, e que tenham sido encaminhados para internamento clínico, conforme solicitação médica”, esclarece.

Assim como as Centrais de Triagem e a entrega antecipada do Hospital Metropolitano, o Hospital de Campanhaé um reforço no combate ao coronavírus no estado. “Tudo isso é fruto de um esforço muito grande do Governo de Alagoas no enfrentamento à Covid-19, mas que não será suficiente se todos adoecerem ao mesmo tempo. Por isso a população precisa colaborar mantendo o isolamento social”, destacou o secretário da Saúde, Alexandre Ayres.


Botão Voltar ao topo
Fechar