Homem é preso após passar informações de fiscalização da SMTT em grupo de WhatsApp

Nessa sexta-feira (13), um homem foi preso na sede da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito de Maceió (SMTT), suspeito de passar informações de fiscalização do órgão para grupos de motoristas no WhatsApp.

Giovanni Rodrigues dos Santos, de 32 anos, é motorista auxiliar de táxi e foi flagrado repassando informações do grupamento que realiza a fiscalização de transporte clandestino de passageiros.

De acordo com integrantes do Grupamento de Ações Táticas de Transporte da SMTT (Gatt), Giovanni estava na sede do órgão quando integrantes do Núcleo de Operações Integradas (NOI), agentes do Gatt e policiais militares do BPTran desconfiaram da atitude suspeita.  Na abordagem, Giovannini confessou alimentar o grupo e também em fazer lotação, o que é proibido por lei municipal.

O motorista auxiliar de táxi foi conduzido para a Central de Flagrantes, no bairro do Farol, onde foi mantido preso até a realização de audiência de custódia.

O crime é tipificado no Art. 265 do Código Penal Brasileiro como “atentado contra a segurança de serviço de utilidade pública” e pode causar reclusão de um a cinco anos.