Neymar: estafe garante saída, e PSG põe ‘data-limite’ para fim da novela

Neymar segue irredutível na posição de não jogar mais pelo PSG. A falta de uma proposta concreta do Barcelona, seu destino preferido, porém, cria um impasse na negociação, e o clube francês já colocou uma data-limite para que tudo se resolva. As informações são do jornal “L’Equipe”.

Segundo a publicação francesa, o PSG esperará até o dia 10 de agosto, data do início do Campeonato Francês, para que Neymar resolva seu futuro. O diário ainda afirma que o Nasser Al-Khelaifi, dono do clube, segue esperando altas cifras pelo brasileiro: 300 milhões de euros (R$ 1,2 bilhão).

O jornal desmente, portanto, as informações que foram publicadas na Espanha de que o PSG já admitia vender o jogador por um valor inferior ao que pagou para que Neymar saísse, diz o MSN.

O L’Equipe também ressalta que, apesar das especulações, nenhum outro clube fez proposta por Neymar. O que houve mais próximo disso foi a sinalização do Barcelona de propor 40 milhões de euros (R$ 168 milhões) e incluir Philippe Coutinho e Ivan Rakitic no negócio.

Uma possibilidade para o Barcelona, que não dispõe de tanto dinheiro, seria algo parecido ao que o PSG fez com Kylian Mbappé e o Monaco: acertar o empréstimo de uma temporada com obrigação de compra em 2020. O cenário, no entanto, não agradaria a equipe francesa.

01/08/2019