15ª Parada Gay em Maceió pede fim da violência e discriminação

3f3c84dd-6d27-4a59-84fb-27a730c0dec5

Com faixa, música e fantasias, várias pessoas participam na tarde deste domingo (20), da 15ª Parada do Orgulho LGBT da Capital Alagoana, a conhecida “Parada Gay”. O evento, que começou às 14 horas, teve início no Alagoinhas, na Pajuçara, e deve seguir até a Multieventos.

De acordo com o presidente do Grupo Gay de Alagoas (GGAL), Nildo Correia, o evento tem como principal objetivo pedir o fim da violência e da discriminação contra homossexuais no Estado.

Igor Nascimento, que é secretário do GGAL e conselheiro de saúde de Maceió, explica que a Parada Gay é um evento para reivindicar a garantia dos direitos. “Nós já obtivemos muitas conquistas, como o casamento civil para pessoas do mesmo sexo, colocar a parada no calendário anual, mas apesar destes avanços, temos que continuar lutando por nossos direitos. É uma luta constante. Este é um momento único, um momento para chamar a atenção da sociedade sobre a causa.”, disse.

Nascimento ressalta ainda que, independente da orientação sexual, é preciso que haja respeito. “Nós precisamos que as pessoas nos respeitem. Elas não precisam aceitar, mas respeitar sim. Tire a sua homofobia da minha frente que eu quero passar com a minha homossexualidade. Como conselheiro de saúde, eu vejo muita mulher lésbica com muita dificuldade para fazer seu exame ginecológico. É um absurdo”.

Segundo a organização do evento, 21 homossexuais foram assassinados em 2015. Dos assassinatos LGBT que ocorrem no mundo, 50% estão no Brasil. “É gritante o número de assassinatos de gays que ocorreu em 2015. 21 pessoas foram assassinadas em Alagoas. Nós vivemos numa sociedade hipócrita que não aceita a orientação sexual das pessoas”, disse.

De acordo com a organização do evento, a previsão é de que o desfile chegue à Praça Multieventos por volta das 16h30. Viaturas da SMTT acompanharão o deslocamento até a praça onde a parada terá encerramento às 20h.

Trânsito

Para manter a organização e segurança no evento, agentes de trânsito da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) interditaram alguns pontos da orla da Pajuçara.

Um deles é na intersecção da Avenida Sílvio Vianna, com a Rua Hígia Vasconcelos, desviando o fluxo para a Jatiúca. Outro bloqueio é na Avenida Álvaro Otacílio, com a Rua Durval Guimarães (Restaurante Carlitos).

Também acontecem pontos de bloqueio na banca de revista Sete Coqueiros e na interseção da Avenida Jangadeiros Alagoanos, com a Rua Demócrito Sarmento Barroca para impedir o fluxo de veículos sentido orla, além da intersecção na Avenida Antônio Gouveia, com a Rua Júlio Plech com desvio para a Rua Jangadeiros

Cada Minuto

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *