Sesau promove mutirão para triagem de acuidade visual em crianças


Crianças e adolescentes com problemas oftalmológicos não diagnosticados podem sofrer prejuízos no processo de aprendizagem. Para evitar que dificuldades desse tipo interfiram na evolução dos pequenos, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) promoveu um mutirão para triagem de acuidade visual em 260 estudantes de 7 a 14 anos. A iniciativa foi realizada na Escola Estadual Engenheiro Edson Salustiano dos Santos, no bairro Jacintinho, em Maceió, e faz parte do Programa “Vida Nova nas Grotas”, concretizado pelo Governo do Estado, em parceria com o Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU Habitat).


A triagem foi feita através do teste padrão, onde foi usada a Tabela de Snellen, formada por diversas linhas, com letras que vão reduzindo de tamanho. Os alunos deveriam conseguir ler a certa distância, o que determinava a acuidade visual.  “O teste é o exame mais elementar para se chegar à capacidade funcional da vista desses alunos. Quanto melhor o resultado, maior a habilidade de enxergar perfeitamente”, destacou a assessora técnica da Gerência de Ações Estratégicas (Gaest) da Sesau, Vera Moreira.

Na segunda etapa do projeto – que acontece de abril até julho deste ano – as crianças e adolescentes diagnosticados com algum problema na visão serão encaminhados para o Centro Especializado em Reabilitação (CER) da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal), no Trapiche da Barra. Na instituição, eles serão atendidos com um médico oftalmologista, que irá identificar, com precisão, o grau de comprometimento da visão e prescrever a lente corretiva mais adequada.

“Depois que elencarmos as crianças que precisam utilizar óculos de grau, iremos entrar em contrato com a escola para fazermos essa logística, visando facilitar o acesso dos alunos que deverão ser encaminhados até o CER para realizar as consultas”, ressaltou assessora técnica da Gaest.

Confecção de óculos

Vera Moreira acrescentou que, após a consulta com o oftalmologista, o Estado irá providenciar a confecção dos óculos, cuja entrega está prevista para ocorrer no mês de outubro. Ao receber os óculos, os pais serão orientados sobre o uso, manutenção e limpeza das lentes, compartilhando a responsabilidade com as crianças.

A ação também será estendida à Escola Dom Miguel Fenelon Câmara, no loteamento Jardim Petrópolis; Escola Estadual Adeilza Maria Oliveira, na Chã da Jaqueira; e à Escola Municipal Pompeu Sarmento, no Barro Duro.

Ascom – 13/03/2018