I Jornada da Inovação da Sefaz tem inscrições abertas até domingo, 13


A Fazenda de Alagoas segue com inscrições abertas para a o “Hackathon Insano – 72 horas”, segunda etapa da I Jornada da Inovação da Sefaz. Os interessados em participar do desafio têm até o dia 13 de agosto para preencher o formulário eletrônico gratuitamente e confirmar presença. A maratona de programação acontece entre 18 e 20 de agosto, no Centro de Convenções, no Jaraguá.  Ao todo serão R$ 40 mil em prêmios.

Nesse período, mais que desenvolver apps para celulares Android e/ou iOs, os envolvidos vão precisar de disposição para enfrentar dificuldades físicas, como sono e cansaço. A palavra chave é superação. E para não deixar ninguém cochilar ou desanimar, uma série de atividades lúdicas e de incentivo foram planejadas.

A notícia continua após a publicidade!

Entre os palestrantes confirmados estão Carlos Wanderlan, um dos fundadores da startup Hand Talk, premiada como o melhor app de Inclusão Social pela ONU em Dubai; Carlyson Oliveira, criador do logotipo vencedor do concurso para a Google Community Summit Brasil; e Leandro Neves,  desenvolvedor de software que presta serviços ao governo do Camboja e da Tailândia.

Com o objetivo de tirar ideias do papel, a Sefaz adotou a metodologia insano para o Hackathon, sinônimo de desenvolvimento pessoal. É o que defende a criadora Maria Gabriela. “Trabalhamos com teoria e prática. Durante essas 72 horas vamos estimular o pessoal a ser estratégico para realizar atividades dentro de prazos e alcançar metas”.

O analista e desenvolvedor de sistemas, Carlos Wanderlan, preparou uma palestra sobre os desafios de empreender e as principais discussões sobre modelos de negócios. Será a segunda vez que ele estará em contato com a sistemática do Insano.

“Em três dias acontecem muitos altos e baixos e isso faz parte do dia a dia de qualquer empresa”, conta. Além do tempo corrido, o também diretor em tecnologia da Hand Talk destaca outros empasses da maratona. “Vários aspectos precisam ser considerados durante as criações. Modelagem do negócio, validação, capitação do cliente e a tentativa de venda do produto são alguns”.

Formado em Comunicação Social com habilitação em Relações Públicas pela Ufal e atualmente gerente de criação da agência Mambo, Carlyson Oliveira já esteve em edições de Startups Weekend em Penedo, Arapiraca e Delmiro Gouveia.

“Eu vejo o Hackathon como uma oportunidade para estudantes estarem em contato direto com o mercado de trabalho. É valioso esse olhar além do que é visto na academia. Para os profissionais é uma chance para trocar contatos e experiências”.

A observação que ele faz sobre os três dias de programação volta-se para a estruturação de ideias. “Entender o mercado em que você está inserido é o primeiro passo. Pesquisar sobre rentabilidade, monetização e possíveis parceiros. Ver o que pode fazer o negócio funcionar”, explica. Segundo ele, fica mais fácil partir para a prática quando se entende real a solução que está sendo pensada para o problema.

Ainda vão palestrar, o administrador Vinícius Ferro e o consultor em educação empreendedora Fernando Peron. Para ficar por dentro das quatro ideias oficiais da I Jornada da Inovação da Sefaz, bem como de toda a programação, basta acessar o endereço oficial do Hackathon. Devem ser inscritas equipes de até cinco integrantes.  No dia do evento, cada candidato deve levar 1 kg de alimento não perecível para validar sua participação.

Ascom – 12/08/2017