Em reunião na Asplana, Renan Calheiros debate a grave crise do setor canavieiro de Alagoas

Em reunião na Asplana, Renan debate a greve crise do setor canavieiro de Alagoas

O líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros, realizou nesta segunda-feira, 10, uma importante reunião com fornecedores de cana para discutir os principais problemas do setor e encaminhar soluções. O encontro foi na sede da Associação dos Plantadores de Cana de Alagoas (Asplana), no bairro de Jaraguá, em Maceió. Os agricultores apresentaram ao senador Renan propostas para ajudar a categoria a superar a crise que eles vêm enfrentando, notadamente pela prolongada seca em Alagoas.

De acordo com Valderi Melo, Renan se propôs a mais uma vez levar as reivindicações da categoria ao Congresso e ao governo federal, através dos ministérios competentes, para encontrar soluções de enfrentamento da crise. Ele propôs que na próxima segunda-feira, dia 17, haja uma nova reunião na Asplana, dessa vez com a presença do governador Renan Filho, para discutir a pauta do setor.

“É preciso reunir as autoridades e construir uma solução para essa crise do setor canavieiro de Alagoas. Vamos também reunir a bancada federal [deputados e senadores] para somar esforços e defender o Estado”, acrescentou o líder do PMDB. Outra proposta apresentada pelo senador Renan foi de ter uma conversa em Brasília com os ministros da Agricultura e da Fazenda para discutir propostas do setor que podem ter apoio do governo federal.

O presidente da Asplana, Edgar Antunes Filho, entregou ao líder do PMDB uma pauta contendo propostas da categoria como concessão de subvenção, refinanciamento de dívidas vencidas com bancos oficiais e outras. A situação do setor canavieiro, de acordo com Edgar Antunes Filho, é preocupante em virtude da falta de chuvas em todo o Estado, o que acarretará num redução significativa da safra 2016/2017.

Antunes, em seu pronunciamento na reunião, ressaltou a importância do empenho de Renan, quando presidente do Senado, na defesa de propostas apresentadas pela Asplana e levadas ao governo federal. “Sempre foi um parceiro da nossa categoria”, disse. “Somos gratos por tudo que o senador faz por nós. O fornecedor precisa de chuva e de esperança”, afirmou o presidente da Asplana.

Segundo o ex-presidente da Asplana, Lourenço Lopes, o gabinete do senador Renan em Brasília sempre esteve aberto a toda a categoria. Lourenço lembrou que foi através da interferência do senador peemedebista que três subvenções foram concedidas pelo governo federal aos plantadores de cana do Nordeste. “Mesmo assim, a situação é muito preocupante”, completou, acrescentando que a cana que já chegou a responder por 20% do PIB de Alagoas.

A reunião contou ainda com outras lideranças da categoria, como os ex-presidentes da Asplana e ex-governador Manoel Gomes de Barros; Edgar Antunes e Lourenço Lopes; o secretário de estado da Agricultura, Álvaro Vasconcelos; os presidentes da Federação da Agricultura e Pecuária de Alagoas, Álvaro Almeida; da Cooperativa Pindorama, Klécio Santos e da Cooperativa dos Plantadores de Cana de Alagoas, Fernando Rossiter.

Também compareceram o superintendente da Conab em Alagoas, Elizeu Rego, e o representante da União Nordestina dos Plantadores de Cana (Unida), Fabiano França, além do gerente de Agronegócios do Banco do Brasil em Alagoas, Efigênio Dias.