Crie um Corpo à prova de ressaca


Na trilha gastronômica para viajantes nesse carnaval, como evitar o mal-estar

Então, elaboramos algumas dicas que se não evitarem em 100 porcento o processo de desintoxicação do seu organismo, irá aliviar bastante os efeitos pós bebedeira.

1- Lembre-se que saco vazio não para em pé – O que mais ajuda antes do primeiro gole é comer, em especial uma comida rica em amido e vegetais. É recomendável revezar a bebida alcoólica com outros líquidos como água, sucos ou refrigerante. Assim, a pessoa protege o organismo, elimina o etanol mais rapidamente e acaba bebendo menos.

2- Invista em alimentos integrais – O álcool é corrosivo para a mucosa do estômago, por isso esse órgão precisa de uma atenção extra. “Arroz e pão integral ajudam a proteger o estômago, bem como granola e proteínas magras como ovos, peito de frango, peixe, cortes bovinos magros”.

3- Não misture bebidas de tipos diferentes – Isso é a mais pura verdade! Cada bebida alcoólica tem um processo de fermentação e utiliza substâncias diferentes, logo tem um processo metabólico diferente no nosso organismo, lembrando que os efeitos colaterais de cada bebida misturada somam-se prolongando os efeitos desagradáveis da ressaca.

4- Não se esqueça da hidratação – A água é sua melhor amiga no combate à ressaca. Outro benefício é que ela ajuda na eliminação do álcool pela urina. O ideal é beber de 4 a 6 copos de água enquanto está consumindo quantidades de álcool maiores que as habituais. Consumir água imediatamente antes ou depois de beber também auxilia na redução da toxicidade do álcool.

6- Nada de gordura e consuma doces – Como a bebida agride o estômago ele deverá estar mais sensível, Por isso, aconselha-se que se evite alimentos pesados, gordurosos e com tempero forte. Fique longe de bebidas e alimentos ácidos, como suco de laranja, que podem piorar ainda mais a queimação e o enjoo. A dica de alimentação logo depois da bebedeira é comer doces (carboidratos simples). Quando a pessoa bebe a glicemia abaixa, e essa é uma das causas da ressaca e do mal estar. Esse tipo de carboidrato restaura a glicose no sangue e recupera o glicogênio do fígado, assim a recuperação fica mais rápida.

7- Agora, quando o assunto é a dor de cabeça no dia seguinte alguns medicamentos podem ajudar. Porém, isso também exige cuidados, já que esses remédios agridem o estômago e fígado. A dipirona associada à cafeína é a melhor opção para a dor de cabeça da ressaca, desde que a pessoa não esteja com vômitos ou dor abdominal, Outra excelente opção é o uso de chás como boldo, erva cidreira, hortelã e erva-doce. Nunca tome remédios por conta própria e sempre procure orientação médica.

7- Por fim, Descanse – Um dos sintomas da ressaca é desânimo e falta de  e para evitá-la é preciso dormir adequadamente. Repouso é fundamental para se recuperar de qualquer condição que comprometa sua saúde, então, procure descansar em um lugar escuro para que seu sono seja reparador de fato.

Siga as dicas e bom carnaval à todos.

*Rossandra Numeriano é gastróloga e coaching nutricional nas área de bem-estar e emagrecimento.